Transferência e desvinculação de atletas
 
INSTRUÇÕES PARA TRANSFERÊNCIA E DESVINCULAÇÃO DE ATLETAS


ANTES DE SOLICITAR A TRANSFERÊNCIA JUNTO À CBCa, LEIA ATENTAMENTE AS NORMAS ABAIXO:
 
 
Art. 1º - A Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) de acordo com seu estatuto no art. 61, regulamenta as normas de transferência e desvinculação de atletas.
 
Art. 2º - As transferências de atletas entre entidades desportivas do país ou estrangeiras, serão de acordo com estas normas, respeitadas as regras da Federação Internacional de Canoagem - ICF.
 
Art. 3º - As transferências e desvinculações de atletas entre Entidades de Prática do Desporto deverão ser comunicadas, obrigatoriamente à CBCa e à Entidade Estadual de Administração do Desporto (Federação), nos termos destas normas.
 
Art. 4º - O atleta poderá transferir-se de Entidade de Prática apenas uma vez dentro do período de um ano.
 
Art. 5º - Atletas inativos por mais de dezoito meses serão considerados desvinculados das Entidades de Prática do Desporto.
 
Art. 6º - Atletas ativos que pretendam a transferência de Entidade de Prática, sem o consentimento da mesma, deverão obedecer ao prazo de seis meses de carência, contados a partir da comunicação formal à Entidade de Prática, Entidade Estadual de Administração (Federação) e à CBCa, ou optar pela liberação imediata, mediante pagamento de multa, estipulada pelo regimento de taxas e multas.
 
Art. 7º - Se, porventura, o atleta entender estar sendo prejudicado pela inépcia da sua Entidade de Prática, que se encontra em atraso por mais de 30 (trinta) dias das suas obrigações estatutárias, o mesmo estará liberado para filiar-se à outra a partir do 15º dia da comunicação formal efetuada à Entidade de Prática, Entidade Estadual de Administração (Federação) e à CBCa.
 
 
DAS CONDIÇÕES DE TRANSFERÊNCIA E DESVINCULAÇÃO INTERESTADUAIS E ESTADUAIS
 
Art. 8º - As condições de transferência serão:
 
I – Transferência em comum acordo entre atleta e Entidade de Prática;
II – Ausência de comum acordo entre atleta e Entidade de Prática (carência de 6 meses);
III – Ausência de comum acordo entre atleta e Entidade de Prática (aplicação de multa e liberação imediata);
IV – Desvinculação de atleta (inépcia da Entidade de Prática).
 
 
DOS PROCEDIMENTOS DE TRANSFERÊNCIA EM COMUM ACORDO
 
Art. 9º - As transferências em comum acordo devem seguir o seguinte procedimento:
 
I – Envio da carta de transferência (ANEXO I), devidamente preenchida e assinada por ambas as partes, para o e-mail cadastro@canoagem.org .br;
II – Aprovação da carta de transferência por parte da CBCa;
III – Após receber a confirmação da aprovação, o atleta deve realizar a renovação de cadastro no site da CBCa, selecionando a nova Entidade de Prática a qual deseja se filiar;
IV – Ao finalizar, imprimir o novo termo de cadastro, que deverá ser assinado pelo atleta e pelo presidente da nova Entidade de Prática, e enviar para o e-mail cadastro@canoagem.org.br.
 
 
DOS PROCEDIMENTOS DE TRANSFERÊNCIA PARA AUSÊNCIA DE COMUM ACORDO (Carência de 6 meses)
 
Art. 10º - As transferências com ausência de comum acordo (carência de 6 meses) devem seguir os seguintes procedimentos:
 
I – Envio da carta de transferência (ANEXO II), devidamente preenchida e assinada, para a CBCa, através do e-mail cadastro@canoagem.org .br;
II – Aprovação e baixa cadastral, após 6 (seis) meses, da carta de transferência por parte da CBCa;
III – Após a liberação, o atleta poderá realizar a renovação de cadastro no site da CBCa selecionando a nova Entidade de Prática a qual deseja se filiar;
IV – Ao finalizar, imprimir o novo termo de cadastro, que deverá ser assinado pelo atleta e pelo presidente da nova Entidade de Prática, e enviar para o e-mail cadastro@canoagem.org.br.
 
Art. 11º - O atleta ficará impedido de participar dos eventos oficiais por um período de 6 (seis) meses, este prazo começa a ser contado a partir da data de envio da carta, pelo atleta, à CBCa.
 
 
DOS PROCEDIMENTOS DE TRANSFERÊNCIA PARA AUSÊNCIA DE COMUM ACORDO
(Aplicação de Multa e liberação imediata)
 
Art. 12 - As transferências com ausência de comum acordo com aplicação de multa para transferência imediata devem seguir os seguintes procedimentos:
 
I – Envio da carta de transferência (ANEXO III), devidamente preenchida e assinada, para a CBCa, através do e-mail cadastro@canoagem.org.br;
II – Envio de documento da CBCa, para o atleta, com o cálculo do valor da multa a ser paga de acordo com o Regimento de Taxas e Multas;
III – Pagamento do valor da multa dentro do prazo estipulado.
IV – Após confirmação de pagamento por parte da CBCa, o atleta poderá realizar a renovação de cadastro no site da CBCa selecionando a nova Entidade de Prática a qual deseja se filiar.
V – Ao finalizar, imprimir o novo termo de cadastro, que deverá ser assinado pelo atleta e pelo presidente da nova Entidade de Prática, e enviar para o e-mail cadastro@canoagem.org.br.
 
 
DOS PROCEDIMENTOS PARA DESVINCULAÇÃO DE ATLETA
(Inépcia da Entidade de Prática)
 
Art. 13 - Para a desvinculação de atleta, por inépcia da Entidade de Prática, os seguintes procedimentos deverão ser seguidos:
 
I – Envio da carta de desvinculação (ANEXO IV), devidamente preenchida e assinada, para a CBCa, através do e-mail cadastro@canoagem.org.br;
II – Aprovação da carta de desvinculação por parte da CBCa;
III – Após aprovação, o atleta poderá realizar a renovação de cadastro no site da CBCa selecionando a nova Entidade de Prática a qual deseja se filiar.
IV – Ao finalizar, imprimir o novo termo de cadastro, que deverá ser assinado pelo atleta e pelo presidente da nova Entidade de Prática, e enviar para o e-mail cadastro@canoagem.org.br.
 
 
DAS CONDIÇÕES GERAIS DE TRANSFERÊNCIA E DESVINCULAÇÃO
 
Art. 14 – Todas as cartas devem ser enviadas para a CBCa através do e-mail cadastro@canoagem.org.br. Após receber as cartas, a CBCa enviará comunicado referente ao processo de transferência e/ou desvinculação para o atleta, Entidade de Prática (associação) e Entidade de Administração Estadual (federação).
 
Art. 15 – Para atletas menores de 18 (dezoito) anos de idade, o responsável legal, deve, também, assinar a carta de transferência ou carta de desvinculação.
 
Art. 16 – Os valores das multas estão determinados no Regimento de Taxas e Multas.
 
Art. 17 - O atleta não pode competir pela entidade de destino enquanto estiver em processo de transferência.
 
Art. 18 - Nenhuma transferência poderá ser revertida após concluída.
 
Art. 19 - Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria Executiva da CBCa.
 
 
 
CARTAS DE TRANSFERÊNCIA:

Anexo I - Carta de Transferência em Comum Acordo

Anexo II - Carta de Transferência (ausência de comum acordo - 6 meses)
 
Anexo III - Carta de Transferência (ausência de comum acordo - Multa)
 
Anexo IV - Carta de Desvinculação
 

Governo do ParanáSaneparJMaluceliBolsa AtletaComitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro International Canoe Federation Internation Rafting Federation Pan American Canoe Federation Confederacion Suramericana de Canotaje Banco Nacional do Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte GE Itaipu Binacional Governo Federal
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube Google +