Notícia
30/04/2013 09:37
PLANET CANOE 2013 – Treinando com Ed McKeever
Regime de treinamento de Alex Nikonorov e pontos chaves
Planet Canoe 2013 Magazine (FIC)
Tradução Iran Schleder e Alina Arroyo (CBCa)
·      Provas de 1000m são mais aeróbicas, poder de resistência.
·      200m é mais explosivo e requer uma estratégia diferenciada
·      Separar os atletas de 200 e 1000 metros é importante. Você não consegue treinar para os dois.
·      Habilidade em liberar força rapidamente é a chave.
·      Nós ainda fazemos muito trabalho aeróbico, sessões de VO2 ainda acontecem.
·      Treinamento no inverno não é diferente aos usados pelos canoístas de 1000m.
·      O ritmo da prova é diferente, assim a habilidade de remar acima de 180 remadas por minuto é desejável.
·      Muito tempo é dispensado para levar a média de remadas ao alto nível.
·      São dedicadas sessões para elevar o número de remadas de 140 a 150, 160 e 180 por minuto.
·      A técnica é a mesma para 180 remadas por minuto, mas tudo parece mais rápido.
 
 
Entrevista com Alex Nikonorov
A base do sucesso
 
O ucraniano PHd em biomecânica, Nikonorov, trabalhou como técnico da equipe russa, provendo conhecimento para tripulações de K4 500 metros mais de uma década antes de mudar-se para a Espanha em 1993. Em Atlanta, em 1996, a equipe espanhola superou suas antigas performances levando todas as embarcações exceto uma, as finais. Nikonorov foi para o Reino Unido em 2000 para trabalhar com a equipe sênior de caiaque.
 
Depois de Pequim, quando a FIC decidiu retirar as provas masculinas de 500 metros para introduzir os 200 metros como distância olímpica, a Canoagem Britânica decidiu criar uma equipe independente para os 200 metros sob o comando de Nikonorov.
 
Para remar separadamente do resto da equipe isto necessitava uma completa autonomia. A equipe compreendia apenas quatro canoístas: Ed McKeever, Liam Heath, Jon Schofield e Ed Cox. “Desde 1994 tem-se competido nesta distancia só em Campeonatos Mundiais. Então, não é uma nova distância em absoluto. Só que agora foi que as pessoas começaram a levar os 200 metros a sério”, diz Nikonorov.
 
“Criar um grupo de especialistas em 200 metros foi uma decisão muito importante tomada pela gestão e foi a chave do nosso sucesso. Isto nos deu habilidade para adaptar uma estratégia específica delineada para 200 metros e não ser distraídos pelas provas de 1000 metros. Ed McKeever não poderia competir nos 1000m no K1. Ele foi ótimo no K4 pois era muito explosivo, mas ele era justamente, explosivo demais para o K1 nessa distância. Eu acho que a prova de 200m foi feita para ele”.
 
“Ninguém realmente sabia como treinar especificamente para os 200m, mas eu tenho treinando pessoas desde 1994. Desde o primeiro ano eu criei uma programação. Nossa independência significava que éramos livres para escolher e criar uma programação sob medida”.
 
“Outros países estavam experimentando, mas não formaram uma equipe especifica. Nós tínhamos um enfoque diferente e isto nos deu um enorme benefício. O futuro será muito mais difícil, outros irão tentar seguir nosso exemplo. Mas é mais fácil estar no topo e trabalhar para permanecer lá do que estar tentando chegar ao topo”.
 
Nikonorov sobre McKeever
Eu ofereci treinamento técnico para o Ed como Junior. Ele era um remador talentoso. Ele estava bem na Maratona, mas bons juniores são bons em tudo, eu acho. Em alto nível ele era muito explosivo para as provas de 1000m, isto era claro. Em uma tripulação ele era bom quando liderado por alguém que fosse capaz de estender sua velocidade por toda a prova. Em termos de temperamento, Ed tem uma grande personalidade. Todos os atletas são diferentes psicologicamente, mas mentalmente o que eles têm em comum é a habilidade de tomar uma grande responsabilidade para eles mesmos, um grande entendimento de o quê eles estão fazendo e o porquê. Ed tem isto. Ele se apropria completamente de seu treinamento e tem bom entendimento do que ele está fazendo. Eu não preciso dizer a ele como adaptar-se ele próprio ou seu estilo de vida ao treinamento”.
 
McKeever sobre Nikonorov
Alex é um homem muito inteligente. Ele pensa profundamente sobre o que está fazendo, e como o que ele faz afeta seus canoístas. Ele olha em volta e está sempre empenhado em aprender do que os outros fazem. Isto significa que ele não tem medo de examinar novas ideias de outros esportes, não tem receio de experimentar para ver se nos pode influenciar, ou se pode trazer ou não uma vantagem para nos. Sua base acadêmica é impressionante. Certamente, sua abordagem sempre tem sido que você quer estar liderando e não seguindo os líderes. O que Alex faz é nos dar confiança em nosso treinamento e em nós mesmos. Ele não grita nem faz barulho, mas é honesto com a gente se alguma coisa não está funcionando.
 
 
Fonte: Planet Canoe 2013, página 11








Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus