Notícia
21/03/2020 04:03
NOTA OFICIAL - COB defende adiamento dos Jogos Olímpicos
A posição da entidade é a mesma da CBCa, a medida se deve ao agravamento da pandemia do COVID-19 no mundo, a proposta defendida é que a edição olímpica seja realizada em 2021
O Comitê Olímpico do Brasil defende a transferência dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021, em período equivalente ao originalmente marcado, entre o fim de julho e a primeira quinzena de agosto. A Confederação Brasileira de Canoagem – CBCa também crê que esta seria a melhor alternativa no momento, tanto desportiva quanto como uma questão sanitária.
 
A posição do COB se dá por conta do notório agravamento da pandemia do COVID-19, que já infectou 250 mil pessoas em todo o mundo, e pela consequente dificuldade dos atletas de manterem seu melhor nível competitivo pela necessidade de paralisação dos treinos e competições em escala global.
 
“Como judoca e ex-técnico da modalidade, aprendi que o sonho de todo atleta é disputar os Jogos Olímpicos em suas melhores condições. Está claro que, neste momento, manter os Jogos para este ano impedirá que este sonho seja realizado em sua plenitude”, afirma o presidente do COB, Paulo Wanderley, que comandou a seleção brasileira em Barcelona 1992.
 
O COB ressalta que a sugestão de adiamento em nada altera a confiança da entidade no Comitê Olímpico Internacional (COI) de que a melhor solução para o Olimpismo será tomada. “O COI já passou por problemas imensos anteriormente, como nos episódios que culminaram no cancelamento dos Jogos de 1916, 1940 e 1944, por conta das Guerras Mundiais, e nos boicotes de Moscou 1980 e Los Angeles 1984. A entidade soube ultrapassar estes obstáculos, e vemos a Chama Olímpica mais forte do que nunca. Tenho certeza de que o Thomas Bach, atleta medalha de ouro em Montreal 1976, está plenamente preparado para nos liderar neste momento de dificuldade”, completa Paulo Wanderley.
 
Desde o início da pandemia, o COB tem priorizado a saúde e o bem-estar dos atletas brasileiros e colaboradores do Comitê. Ha uma semana, a entidade cancelou eventos públicos e preparatórios para os Jogos e determinou na terça-feira o fechamento total do CT Time
 
CBCa suspende as atividades na ENP do Rio de Janeiro
Os atletas da Canoagem Slalom que estavam realizando treinos no Parque Radical de Deodoro e no Centro Esportivo Maria Lenk foram dispensados, a Confederação Brasileira de Canoagem – CBCa disponibilizou veículos para levar os atletas para suas cidades de origem.
 
Desde a última semana em um acordo com a Prefeitura do Rio de Janeiro, os atletas eram os únicos frequentadores do Canal Olímpico de Deodoro, mas devido ao agravamento da pandemia a CBCa em comum acordo com os canoístas e equipe técnica defendeu a suspensão por tempo indeterminado das atividades, tendo em vista as medidas tomadas pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro.
 
Processos administrativos e de pessoas alterados por causa do COVID-19 na CBCa
Em virtude da orientação de diminuir a volume de pessoas em ambientes fechados, a Confederação Brasileira de Canoagem – CBCa há uma semana decidiu que algumas áreas técnicas da entidade e seus profissionais deverão desempenhar os trabalhos em suas residências “home office”. Desta forma a decisão administrativa visa proteger a saúde de seus colaboradores e também de suas famílias, diminuindo a circulação dos mesmos e evitando o contato direto com outras pessoas.











Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus