Notícia
08/02/2021 05:02
Laboratório Olímpico dá feedback diário para a Canoagem Velocidade
Foram realizados testes de bioquímica e fisiologia com os atletas seleção masculina da modalidade, que está realizando treinamento de campo na cidade mineira

FONTE: COB | FOTO: Rafael Bello - COB

Você já ouviu que, no esporte de alto rendimento, cada detalhe conta. E é por isso que a Canoagem Velocidade resolveu programar uma série de testes em campo durante o período de treinamentos que a Equipe Nacional Permanente está realizando em Capitólio (MG). Por uma semana, os atletas contaram com avaliações bioquímicas para medir, entre outros componentes, os níveis de lactato, CK e glicose, por exemplo, pré e pós-treino.

“Dentro do treinamento diário, temos algumas variáveis que devemos controlar, até para sairmos do empirismo. Conseguimos cruzar dados que temos por avaliações anteriores e observações do dia a dia com as variáveis que o Laboratório Olímpico pode nos oferecer. Com isso, conseguimos tomar decisões através desses resultados”, disse o treinador Lauro de Souza Júnior.

A adesão dos atletas aos testes é parte fundamental no processo. Com a participação deles, é possível que o feedback seja dado ao treinador praticamente todos os dias, auxiliando na elaboração da planilha de atividades.
 

“Importante destacar que os atletas se engajaram no processo. Antigamente, eles não gostavam muito de tirar sangue, mas entenderam a importância da parte científica para dar um plus no trabalho deles. A gente está no caminho certo. As atividades são muito bem elaboradas e o trabalho do Laboratório Olímpico é apenas ajudar para que o treinamento seja ainda mais eficiente”, afirmou Carlos Alberto Cavalheiro, analista de desempenho e coordenador técnico-científico do Laboratório Olímpico.

Os resultados dos testes saem rapidamente e, por isso, as análises e o retorno podem ser feitas diariamente. “Na bioquímica, por exemplo, a gente mede a dinâmica da carga semanal dentro do microciclo estabelecido pelo treinador. Essa informação é importante porque o CK é feito no início da manhã para saber a recuperação do atleta durante a noite anterior. Na fisiologia, a gente tem a frequência cardíaca matinal, chamada de basal, que permite que o treinador monitore os atletas para ver se o treinamento do dia anterior foi adaptado e, assim, decidir se pode dar uma carga maior”, explicou Cavalheiro.

A ação já é uma rotina no começo do ano. Mas com a rotina modificada por conta da pandemia, não foi possível que a seleção fosse até o Centro de Treinamento do Time Brasil. Por isso, o Laboratório Olímpico foi até o local de treino dos atletas.
 
“Nós já temos uma ligação com o Laboratório Olímpico. A equipe sempre foi ao Rio fazer algumas avaliações isoladas, sempre no início da temporada. Com a possibilidade do deslocamento de parte do Laboratório para os locais de treinamento, a gente viu que poderia ser interessante e muito importante para a gente”, avaliou Lauro.
 
“Essa é uma ação que começou ainda com o Jesus (Morlan). Agora, claro, ano passado e esse ano, ano olímpico, temos vindo mais vezes tanto à Lagoa Santa, quanto à Capitólio. Temos trazido a fisiologia, biomecânica, fisioterapia, enfim, todas as áreas das ciências do esporte para os diferentes treinamentos. E isso tem dado resultado como pudemos ver no Mundial da Hungria de 2019", completou Cavalheiro, lembrando das duas medalhas, ouro no C1 1000m e bronze no C2 1000m, conquistadas na competição em Szeged.
 
 
Para os atletas, são informações que podem fazer a diferença na busca por um pódio em Tóquio 2020 daqui a alguns meses. “O Laboratório Olímpico está sempre dando informações necessárias para o técnico, seja na hidratação, na alimentação, sempre dando esse feedback para corrigir o que precisar. A gente está num nível em que todos os detalhes fazem a diferença. Então, é muito importante o Laboratório estar sempre dando esse suporte para ter esse 'a mais' no nosso desempenho”, avaliou o medalhista olímpico Erlon Souza, prata no C2 1000m, ao lado de Isaquias Queiroz na Rio 2016. 











Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus