Notícia
22/02/2013 09:57
Confirmado... 2015 será “o ano” da Canoagem Slalom brasileira
Canoagem Slalom também é confirmada para os Jogos Pan-americanos Toronto 2015
Em reunião realizada na cidade de Kingston, na Jamaica, em virtude da Assembleia Extraordinária da Organização Desportiva Pan-americana (ODEPA), o Comitê Organizador dos Jogos Pan-americanos Toronto 2015 informou a intenção de reproduzir a totalidade do programa dos Jogos Olímpicos Rio 2016, incluindo a Canoagem Slalom.
 
Segundo o presidente da Confederação Brasileira de Canoagem, João Tomasini Schwertner, que esteve presente na reunião, em representação da Confederação Pan-americana de Canoagem (COPAC), a aprovação foi o resultado do trabalho desenvolvido ao longo de 12 anos pela COPAC e Federação Internacional de Canoagem (FIC)
 
“A FIC e a COPAC vem trabalhando desde o ano de 2001 para a inclusão da Canoagem Slalom, mas agora, após uma estratégia bem delineada pela Presidenta da COPAC, a argentina Cecília Farias, da participação eficaz da FIC e do próprio Comitê Organizador, que se mostrou interessado em encontrar soluções para as modalidades previstas nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Canoagem Slalom brasileira terá a primeira grande oportunidade para mostrar ao povo brasileiro a sua força no continente”.


Ana Sátila, representante brasileira em Londres 2012, é uma das grandes esperanças de medalha na Canoagem Slalom.

No Canadá as competições de Canoagem Slalom serão realizadas no Minden Wild Water Preserve, em Minden, Ontario, sem a necessidade de gastos para a construção de Canal Artificial, sendo este o objetivo principal da COPAC e da FIC para os eventos continentais.
 
Para complementar a boa notícia da inclusão da Canoagem Slalom no programa oficial dos Jogos Pan-americanos de 2015, o Comitê Organizador acaba de inserir a C1 Feminina como categoria oficial, tanto na Canoagem Slalom como na Canoagem Velocidade, C1 200m, aumentando de 16 para 18 medalhas de ouro disputadas pela Canoagem nos Jogos.
 
Graças a eficiência e comprometimento do Comitê Organizador, o Continente Americano sai na frente novamente na Canoagem Mundial, sendo o primeiro continente a incluir a Canoa Feminina nas duas disciplinas olímpicas em Jogos Regionais/Continentais.
 


A C1 Feminina ganha força no cenário mundial, categoria onde o Brasil possui muitos jovens talentos.

A expectativa da COPAC é a participação mínima de nove países na modalidade que será a última modalidade olímpica a estrear no programa dos Jogos Pan-americanos. Estes países deverão estar disputando em Toronto 2015, em 5categorias oficiais:
 
a.      K1 Masculino
b.      K1 Feminino
c.       C1 Masculino
d.      C1 Feminino
e.      C2 Masculino
 
Para o superintendente da Canoagem Slalom da CBCa, Argos Gonçalves Dias Rodrigues, 2015 será o ano da Canoagem Slalom brasileira, pois além dos Jogos Pan-americanos, Foz do Iguaçu sediará o Campeonato Mundial Júnior e Sub 23, no mês de abril, havendo expectativas muito boas de grandes resultados:
 
“A CBCa fez o planejamento estratégico de desenvolvimento da Canoagem Slalom, prevendo os dois mais importantes eventos do Ciclo Olímpico, antes da confirmação do Pan, que eram o Campeonato Mundial Júnior e Sub 23 de 2015 eJogos Olímpicos Rio 2016. Com o apoio do BNDES, Ministério do Esporte, COB e Itaipu Binacional foi formada criteriosamente a Equipe Permanente de Canoagem Slalom que está recebendo recursos através da Lei de Incentivo Fiscal que antes eram inimagináveis. Hoje a Canoagem Slalom tem condições de afirmar que será a grande surpresa dos brasileiros nos Jogos Pan-americanos de 2015”.








Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus