Notícia
23/11/2016 00:11
Campeonato Sul-americano de Va’a é realizado no Chile
Atletas brasileiros conquistaram o melhor resultado da história da modalidade fora do Brasil
Aconteceu neste final de semana o último compromisso internacional de Va’a no ano de 2016. A cidade chilena de Maitencillo foi a sede do Campeonato Sul-americano de Va’a e teve a participação de atletas brasileiros, argentinos, chilenos, peruanos, venezuelanos e dos Rapa Nui, que são nativos da Ilha de Páscoa, ilha situada no território chileno. A competição contou com provas de categorias para atletas a partir de 16 anos, até acima dos 60 anos de idade.
 
O ano de 2016 está sendo um ano muito importante para o Va’a Brasileiro, pois a partir do ano que vem a modalidade será emancipada da CBCa para criar sua própria entidade nacional. Esse período de transição, porém, não parece ter afetado os atletas da modalidade, que participaram em peso do Campeonato e conquistaram os melhores resultados da história da modalidade fora do país. O Brasil garantiu a 2ª colocação geral com 5 medalhas de ouro, 9 de prata e 11 de bronze, atrás apenas dos Rapa Nui, que conquistaram 13 medalhas douradas, 9 de prata e 5 de bronze, os argentinos completaram o pódio geral com 4 medalhas de ouro.
 
O destaque dos brasileiros foram os times Master Sênior (atletas com mais de 50 anos) Masculino e Feminino e Master (atletas com mais de 60 anos) que mostraram que no Brasil o Va’a é praticado em alto nível por todas as faixas etárias. No V6 Master Sênior Masculino os brasileiros fizeram uma dobradinha ao conquistar os dois primeiros lugares e no V6 Master Sênior Feminino as brasileiras dominaram a prova e ocuparam os três lugares do pódio.
 
O Brasil também teve bons resultados em embarcações individuais, Sueli Bizarria Lopes da Silva foi a atleta mais rápida do V1 Master Feminino e conquistou o ouro logo na primeira prova da competição. Já Victoria Mary Birkbeck alcançou o lugar mais alto do pódio ao vencer a prova V1 Master Gold Feminino.
 
O último ouro do Brasil veio em outra prova dominada pelos brasileiros. José Agmarino de Jesus Coelho, o Zecão, foi o vencedor do ParaVa’a VL3 Masculino e levou o ouro com 2 minutos de vantagem para o também brasileiro Guilherme Conceição da Cruz, que garantiu a prata, e Jefferson Abreu Miller Nunes conquistou o bronze e completou o pódio verde e amarelo.
 
Na categoria principal Open Masculina o Brasil não garantiu o pódio por menos de um minuto e conquistou o 4º, 5º e 6º lugares, em uma prova dominada pelos Rapa Nui. Já no Feminino duas brasileiras subiram no pódio: Monica Jasiulonis Pasco conquistou a prata e Andressa Saboya Prado o bronze, a argentina Ayelen Scuderi foi a vencedora da prova.
 
A competição terminou sem nenhum incidente e reforçou ainda mais o espírito de alegria e unidade da modalidade. Terminadas as disputas, os representantes de todas as delegações se reuniram para definir onde seria realizado o próximo Campeonato Sul-americano. Foi decidido que a sede do Campeonato Sul-americano de Va’a 2017 será a capital peruana Lima.
 
O próximo compromisso da modalidade será a 3ª etapa do Circuito Brasileiro de Va’a V6 que será realizado no Rio de Janeiro – RJ. Esse será a última competição da modalidade sob a CBCa e espera-se um evento de muito sucesso, fechando com chave de ouro a parceria entre o Va’a e a Confederação Brasileira de Canoagem.
Filiações
Patrocínio
Apoio
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube