Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

No Blog de Joel de Lima

13/10/2010

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Sul-Americano de Canoagem Slalom: Meninos do Lago voltam com medalhas

 

Atleta participante do Projeto Meninos do Lago em ação na Argentina: garotada fez bonito no país vizinho.
 
 
Cinco atletas do Projeto Meninos do Lago conquistaram medalhas no Campeonato Sul-Americano de Canoagem Slalom, realizado em Aluminé, na Argentina, no último fim de semana. O certame reuniu mais de 50 competidores, de todo o continente.

  

O Projeto Meninos do Lago foi implementado em 2008 e é resultado de uma parceria entre a Itaipu, por intermédio do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA), a Confederação Brasileira de Canoagem e a Federação Paranaense de Canoagem. Por meio dele, 80 meninos e meninas de baixa renda de Foz do Iguaçu aprendem a prática do esporte. Os treinos acontecem no Canal Itaipu, dentro da usina.

  

Entre os participantes do projeto mais bem colocados no Sul-Americano,  Leonardo Lucas Curcel foi o grande campeão na modalidade Canoa Junior; Bárbara Rossi, a segunda na Caiaque Feminino Junior; João Vitor Machado, o quarto na Caiaque Sênior; Fábio Rodrigues, o terceiro na Caiaque Junior; e Richaleston Alves, o segundo na Canoa Sênior. Nas modalidades em dupla, Leonardo e Fábio Scchena Dias Rodrigues receberam prata nas disputas de Canoa.

    
 
 
Um fim de semana inesquecível: Bárbara Rossi (à esquerda) fez sua primeira viagem de avião e voltou 
da Argentina com uma medalha de prata.
 

 

 

Única menina da equipe, Bárbara ficou encantada com as novidades da viagem.“Nunca tinha viajado de avião. Apesar do medo, é uma experiência
maravilhosa”, contou. Para a adolescente, o temor foi compensado pelas belezas da cidade e a experiência de uma competição internacional.

 

 

Aluminé está situada na Patagônia, a 300 km de Bariloche e a 50 km da divisa com o Chile. Mais precisamente, às margens da Cordilheira dos Andes.

 

 

“Apesar do local ser muito frio, nos primeiro dias enfrentamos 3 oC e sensação térmica de 8 graus negativos, os atletas mostraram raça e conquistaram as medalhas”, explicou Argos Rodrigues, superintendente da Confederação Brasileira de Canoagem.

 

 

Cidadania e esporte

 

 

Para a coordenadora do PPCA, Gladis Mirtha Baez, o resultado desta competição internacional demonstra que, realmente a empresa está oferecendo a oportunidade de uma carreira esportiva a estes jovens, mas também de cidadania e educação ambiental.

 

 

Um exemplo prático. Antes de embarcar para a Argentina, os canoístas aprenderam a elaborar projeto de captação de patrocínio pessoal.

 

“Eles precisam saber também a buscar pessoalmente as parcerias para a viabilidade econômica da viagem através da apresentação de seus respectivos portifólios no comércio local”, completou Argos.

 
O próximo desafio é solicitar ao Ministério do Esporte uma bolsa mensal
no valor de R$ 1,5 mil.
 
 
Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique