Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

Brasil garante vaga em todas as semifinais da Canoagem Slalom

03/08/2019
Ana Sátila e Pedro Gonçalves disputarão duas categorias, Omira Estácia e Felipe Borges fecham a lista de brasileiros que brigarão por medalha neste domingo (04)

FOTO: Fábio Canhete - Canoagem Brasileira

A expectativa de um domingo histórico para a Canoagem Slalom nos Jogos Pan-americanos Lima 2019, o Brasil está classificado para todas as semifinais das seis categorias disputadas. As provas do C1, K1 Feminino e Masculino além da disputa da Canoagem Slalom Extremo também entre os homens e as mulheres terão as semifinais e finais realizadas neste domingo (04), as provas iniciam às 11h30 da manhã pelo horário de Brasília e terminam às 18h15 e não está tendo transmissão ao vivo.

 
Ana Sátila disputa em duas categorias, no C1 Feminino que garantiu neste sábado (03) e Canoagem Slalom Extremo conquistada ontem (02), na sua primeira descida das eliminatórias pela canoa a brasileira seu melhor tempo foi de 93.38 segundos, 3.37s a menos que a norte-americana Michaela Corcoran. “Estou muito feliz com a minha descida, estou bem contente com a descida completa, o objetivo de hoje está concluído e volto para o hotel com dever cumprido”, fala a atleta. Na edição do evento realizado em Toronto no Canadá a atleta brasileira voltou com uma medalha de ouro na canoa e uma prata no K1.
 
Falando em K1 Feminino, Omira Estácia é a representante do Brasil nessa disputa no Peru e também chega a semifinal, essa é a primeira participação da atleta nos Jogos Pan-americanos, hoje ela garantiu o segundo lugar nas eliminatórias e saiu contente com seu resultado. “Eu estou dando o meu melhor aqui, dá para pegar medalha a chance está alta e vou dar o meu melhor”, afirma Omira.
 
Quem também fará preparação em dobro é Pedro Gonçalves, assim como Sátila o canoísta está em duas semifinais, pela Canoagem Slalom Extremo conquistada ontem (02) e no K1 Masculino garantida hoje (03). Em 2015 nessa categoria Pepe voltou para o Brasil com a medalha de prata e agora quer buscar o ouro. “Cada dia é uma prova diferente, são modos de preparar totalmente diferente, hoje tive uma excelente descida na primeira vez e na segunda tive alguns toques, mas hoje o que contava era o melhor tempo. Agora é zerar tudo e pensar nas medalhas”, comenta. Em 2015 Pepe voltou para o Brasil com a medalha de prata e agora quer buscar o ouro.
 
No C1 Masculino, Felipe Borges terminou como o barco mais rápido na disputa, ele fez o tempo de 84.79 segundos na sua segunda descida e superou no tempo geral o argentino Sebastian Rossi. O atleta agora se prepara para buscar mais uma medalha Pan-americana e quer superar o bronze que conquistou em 2015 no Canadá. “Amanhã é o que manda tudo, estou com muitos adversários fortes, estou me preparando bastante para buscar o máximo e trazer mais uma medalha. Agora é focar bastante e se concentrar”, afirma o atleta.
 
Neste domingo o último dia de provas também acontecerão os pódios ao final das disputas, a Canoagem Slalom quer superar as medalhas conquistadas em Toronto no ano de 2015 onde trouxe ao Brasil um ouro, três pratas e um bronze. As provas estão acontecendo em Lunahuaná nas corredeiras do Rio Cañete.
 
Veja os integrantes da Equipe Brasileira:
Ana Sátila
Marina Souza
Omira Estácia
Fabio Rodrigues
Felipe Borges
Pedro Gonçalves “Pepê”
 
Técnico
Cassio Ramon Petry
 
Auxiliar Técnico
Guilherme Rodrigues
 
Assessoria de Imprensa
Fábio Canhete
 
Chefe de Equipe 
André Luis Behs
Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique