Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

Campeonato Pan-americano de Canoagem inicia com as provas de Slalom Cross.

26/04/2019

ASCOM

 

Começou hoje no histórico Parque das Laranjeiras, na encantadora Cidade de Três Coroas, incrustada nas serras gaúchas, o Campeonato Pan-americano de Canoagem Slalom classificatório para os Jogos Pan-americanos 2019, em Lima, Peru.

 

Os países presentes estão disputando 17 vagas no masculino (k1 e C1) e outras 17 vagas no feminino (k1 e C1) nas competições de Canoagem Slalom. Nos dois gêneros acontecerão provas de K1 (caiaque), onde estarão presentes 9 países e C1 (canoa), com a participação de apenas 8 países.

 

Um atleta poderá representar o seu respectivo País em apenas uma categoria, não sendo possível, por exemplo, a franca favorita Ana Sátila Vieira Vargas, participar nas duas embarcações (K1 e C1). Essa regra prejudicou muito o Brasil, pois seria pouco provável essa atleta deixar de trazer duas medalhas de ouro para o Brasil em virtude dos resultados internacionais onde há tempos vem dominando nas duas categorias no Continente, sendo considerada, inclusive, uma das possíveis medalhistas nos Jogos Olímpicos 2020.

 

Por outro lado, em Lima estreará uma nova categoria denominada Canoagem Slalom Extreme, que no Brasil é chamada de Slalom Cross. Segundo o regulamento todos os atletas classificados para a Canoa e Caiaque poderão participar desta nova categoria e, neste caso, a Ana Sátila, seguindo o exemplo acima, poderá tentar o seu segundo ouro para o Brasil, visto que também domina o cenário nesta nova embarcação.

 

 

“Estou confiante que nesta nova modalidade possa também trazer medalha para o Brasil” – Ana Sátila

 

Para o Slalom Extreme foram abertas outras 5 vagas para o feminino e esta mesma quantidade para o masculino. Em princípio tais vagas seriam distribuídas para países que não se classificassem na Canoagem Slalom tradicional, fato que não aconteceu. Em não havendo necessidade de distribuição dessas vagas remanescentes, o regulamento contempla disputa entre os países para ter maior número de competidores nos Jogos.

 

E não deu outra em Três Coroas: Brasil campeão do Slalom Extreme no masculino com Fábio Scchena Dias Rodrigues e no feminino com Ana Sátila Vieira Vargas. Ambos atletas do Instituto Meninos do Lago, da Cidade de Foz do Iguaçu, patrocinado pela Itaipu Binacional.  

 

 

“Treinei muito para conquistar o direito de participar dos Jogos Pan-americanos e agora vou treinar mais ainda para representar bem o Brasil e a nossa patrocinadora que é a Itaipu Binacional” – Fábio Scchena Dias Rodrigues.

Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique