Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

Brasil conquista dois bronzes no primeiro dia de finais do Mundial Foz 2015

25/04/2015
 
Canoístas brasileiros conquistam o bronze no C1 Masculino Sub-23 e no K1 Masculino por Equipes do Mundial de Canoagem Slalom Junior & Sub-23
 

O dia começou brilhante para o Brasil no Campeonato Mundial de Canoagem Slalom Junior & Sub-23 2015, em Foz do Iguaçu, no Paraná. No principal evento internacional do ano os brasileiros estrearam bem no primeiro dia de disputa de finais e garantiram duas medalhas de bronze para o país na competição que reúne mais de 380 atletas de 36 países de todo o mundo.

 
A primeira medalha brasileira veio logo na primeira disputa do dia, no C1 Masculino Sub-23 com Felipe Borges da Silva. O jovem canoísta foz-iguaçuense, oriundo do Instituto Meninos do Lago (IMEL), revelador de talentos na cidade paranaense, conquistou a medalha de bronze na final com o tempo de 96.78 segundos. A prata ficou com o italiano Paolo Colazingari (95.09) e o ouro com o britânico Adam Burgess (93.22).
 
"Pra mim é medalha de ouro. Consegui descer bem, gostei muito e quero agradecer pela torcida. Eu vim do projeto Meninos do Lago, o qual tenho que agradecer, pois a Itaipu Binacional vem ajudando muito a gente. Essa medalha foi uma motivação. Agora tem o Pan-Americano que tenho que buscar a vaga ainda contra atletas muito fortes. Meu sonho são os Jogos Olímpicos e tenho que correr atrás disso", comemorou.
 
Segundo o superintendente da Confederação Brasileira de Canoagem(CBCa), Argos Rodrigues, a conquista inédita desta medalha na categoria C1 é uma grata surpresa e resultado de todo o trabalho desenvolvido no Instituto Meninos do Lago. “Este projeto é sem dúvida o maior celeiro da Canoagem Brasileira. Com o Meninos do Lago patrocinado pela Itaipu e, posteriormente,  com o projeto da equipe permanente apoiado pelo BNDES, hoje o Brasil está aí. Coisas que eram impensáveis anos atrás estão acontecendo, como por exemplo colocar três caiaques na final do masculino, um feito histórico", afirmou.

 
O Meninos do Lago é um projeto social da Itaipu Binacional comprometido em atender 100 jovens de 7 a 17 anos da Vila C de Foz do Iguaçu.  Os jovens têm que ser estudantes de escolas públicas e o projeto não visa só o esporte, mas também a educação. “O atleta pode ser campeão brasileiro e não ter assegurado sua participação senão levar a sério a questão educacional. O futuro deles está na escola e não só na canoagem. Já passaram pelo projeto mais de 600  jovens atletas", completou Rodrigues.
 
Mais finais Sub-23
No C1 Feminino Sub-23 a brasileira Ana Sátila chegou na final e mostrou que tem muito a contribuir no esporte, mas seu tempo de 116.77 não foi suficiente para subir ao pódio da categoria. O ouro ficou com a espanhola Nuria Vilarrubla (103.15) e a prata e o bronze com as britânicas Mallory Franklin (106.62) e Kimberley Woods (108.65), respectivamente.
 
“Fiquei um pouco nervosa por ser meu primeiro Mundial no Sub-23, mas acredito que posso melhorar ainda mais e estou muito feliz apesar de tudo”, disse Ana Sátila que compete neste domingo na final do K1 Feminino Sub-23, categoria que é sua especialidade.
 
No K1 Masculino Sub-23 o Brasil tinha três chances de medalha, mas o alto nível técnico da finalíssima não possibilitou que os brasileiros subissem no pódio. Pedro da Silva terminou em 7o (93.96), Fábio Rodrigues em 8o (141.95) e Marcello Mapelli em 10o (desclassificado). Na prova o ouro ficou com o tcheco Jiri Prskavec com 82.96, a prata com o espanhol David Llorente com 86.42 e o bronze com o eslovaco Andrej Malek com 86.69.
 
Finais na categoria Junior
A primeira disputa de final na categoria Junior aconteceu no C1 Masculino, com vitória do eslovaco Marko Mirgorodsky (95.76), seguido pelo polonês Kacper Sztuba (96.42) e pelo tcheco Vaclav Chaloupka (100.93).  No C1 Feminino, em final apertadíssima, o ouro ficou com a alemã Andrea Herzog com 113.03, a prata com a francesa Lucie Prioux com 113.42 e o bronze com a australiana Kate Eckhardt com 113.68. Ainda pelo Junior, mas agora no K1 Masculino, o eslovaco Jakub Grigar garantiu o ouro (88.04), seguido pelo francês Malo Quemeneur (90.23) e pelo alemão Thomas Strauss (90.40).
 
Segundo bronze vem nas Finais por Equipes
O segundo bronze brasileiro veio no K1 Masculino por Equipes com o tempo de 99.87 segundos, representado pelos canoístas Pedro da Silva, Fabio Rodrigues e Marcello Mapelli. A conquista da medalha premia a batalha dos brasileiros por medalhas no Mundial que reúne a nova geração da Canoagem Slalom mundial. O na prova ouro ficou com a República Tcheca (97.69), a prata com a Polônia (99.49).
 
"A gente vinha muito concentrado e treinando há um tempinho. Descemos bem e acabaram nos dando uma falta que não tivemos na baliza 12. Entramos com protesto e acabaram tirando. Conseguimos assim o terceiro lugar, bronze inédito para o Brasil nessa prova e estamos muito felizes com isso", comemorou Pedro da Silva, mais conhecido como Pepê.

 
As provas por equipes foram disputadas após o almoço e a primeira a ser realizada foi a final do C1 Masculino Sub-23, prova em que os brasileiros Leonardo Curcel, Felipe da Silva e Thiago Serra terminaram na 4a colocação com o tempo de 112.55. O ouro ficou com a Itália (106.91), a prata com a Grã-Bretanha (107.01) e o bronze com a República Tcheca (110.69).
 
No C1 Feminino Sub-23 as brasileiras Beatriz da Motta, Ana Sátila e Omira Estacia Neta terminaram na 5a posição com 176.86. O ouro ficou com a Espanha (126.18), a prata com a República Tcheca (137.82) e o bronze com a Grã-Bretanha (138.03).
 
No C1 Masculino Junior por Equipes os brasileiros Marcelo Nereu, Gustavo Selbach Jr e Maicon de Borba ficaram na 4a colocação com o tempo de 118.38. O ouro ficou com a Alemanha (106.18), a prata com a Polônia (115.83) e o bronze com a República Tcheca (116.58). Pelo feminino do C1 Junior por Equipes o ouro ficou novamente com a Alemanha (136.20), a prata com a República Tcheca (143.59) e o bronze com Austrália (214.82).
 
A última prova do dia foi a disputa da final do K1 Masculino Junior por Equipes, prova vencida com grande vantagem da França com 101.87, seguida pela Espanha (104.73) e pela Alemanha (107.26). O Brasil com Guilherme Rodrigues, Guilherme Loredo e Daniel Negrão terminou na 9a colocação com o tempo de 119.23.
 
Ricardo Leyser do ME visita Mundial em Foz
O Mundial Foz 2015 contou neste sábado com a visita do Secretário-executivo do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser, que ressaltou o desenvolvimento da Canoagem Brasileira apoiado pelo Ministério do Esporte e a visibilidade crescente que o esporte conquista com organização e estrutura de alto nível.
 
“O Mundial aqui em Foz é mais um passo desse grande projeto desenvolvido pela Confederação Brasileira de Canoagem em parceria com o BNDES, com a Itaipu e com o apoio do Governo Brasileiro. Vemos aqui em Foz muitos jovens atletas brasileiros em finais, fato que aponta para o futuro do esporte e não só para o momento de agora. A realização deste Mundial em alto nível, a estrutura de um canal como este e a crescente visibilidade dos patrocinadores são pontos que demonstram o desenvolvimento da Canoagem Brasileira rumo à medalha olímpica e paralímpica”, disse Leyser.
 
Mais finais com transmissão SPORTV
Neste domingo acontecem as últimas as disputas das finais do Mundial de Canoagem Slalom Junior & Sub-23 em Foz do Iguaçu. As finais em disputa serão o K1 Feminino e o C2 Masculino no Sub-23 e Junior, além das provas por equipes nestas respectivas categorias. O canal SPORTV 3 transmite ao vivo para todo o país as finais das 10h30 às 12h. O evento também tem transmissão de todas as provas pela internet para todo mundo. 
 
O evento é patrocinado pelos apoiadores da Canoagem Brasileira, BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Itaipu Binacional, GE e Ministério do Esporte através da Lei de Incentivo ao Esporte, e conta com a realização da Federação Internacional de Canoagem, Confederação Brasileira de Canoagem e Federação Paranaense de Canoagem.
 
 
Site Oficial do evento:
 
Fotos em alta resolução:
 
Live Results:
 
 
Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique