Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

As vicissitudes da vida

13/09/2015

Da equipe Meninos do Lago

 

Encerramos a semana passada com um presente que nos deixou imensamente feliz, a Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu nos brindou com a Moção de Aplauso reconhecendo os feitos desportivos e sociais realizado pelo Projeto Meninos do Lago. Em nosso site temos 821 pessoas cadastradas, das quais a imensa maioria são atletas que já passaram pela experiência da Canoagem Slalom e, que de uma forma ou outra, formam uma imensa família iguaçuense.

 

Diante das vicissitudes da vida, porém, esta família tão festejada na semana passada inicia  nova jornada semanal com lágrimas nos olhos. Uma assídua e comprometida participante deste grupo não suportou os efeitos nefastos de uma doença terrível e veio a falecer nesta madrugada (13/09). Nossa “Nanda”, “Nandinha”, “Fernanda”, “Fernandinha” foi convocada para participar do time vitorioso de rafting existente lá no céu.

 

Fernanda Caroline Cardias ingressou no Projeto Meninos do Lago no ano de 2010 e desde então já demonstrava paixão pelas embarcações maiores. Ao invés dos pequenos caiaques e canoas, ela se encantou mesmo foi com a possibilidade de remar grandes balsas infláveis. Em Foz do Iguaçu, formou a super equipe “Arraia” para participar do brasileiro realizado no Canal Itaipu no ano de 2011.

 

A despeito da brincadeira não ter dado muito certo com relação à resultados naquela ocasião, foi ali que definiu o seu futuro desportivo. Encantou-se pelo Rafting e a partir de então dedicou sua vida a esta vitoriosa modalidade desportiva brasileira. Menina de personalidade forte, decidida e de caráter inabalável buscou no Rio Grande do Sul sua parceria para continuar no esporte, já que o comprometimento maior do Projeto Meninos do Lago é com o crescimento da Canoagem Slalom brasileira.

 

Mesmo participando por outras associações, fez questão de manter-se filiada ao IMEL e, em todas as oportunidades que necessitamos da sua ajuda na organização ou na arbitragem de eventos, ela esteva lá. Sempre presente e com aquele seu jeitão peculiar.  Alta e bonita, arrebentou com corações de vários atletas que nunca sabiam se estava feliz ou brava lançando aquele olhar enigmático. Porém, quem a conhecia sabia que quando feliz, era um amor de pessoa. Quando brava, melhor seria sair de perto...

 

Participando da grande equipe feminina de Rafting “Xícara Maluca”, foi medalha de bronze no último Campeonato Mundial realizado na Cidade de Foz do Iguaçu. Perder uma filha todos nós sabemos que não é fácil para a família e amigos que acabam sofrendo muito. Perder uma atleta medalhista em mundiais o Brasil todo deveria se comover, pois a guerreira teve a audácia, capacidade e comprometimento para representar com galhardia todos nós brasileiros.

 

O último contato com ela através do WhatsApp estava aflita para resolver sua questão cadastral para participar do Campeonato Brasileiro que aconteceu em Santa Catarina no mês passado. Campeonato, aliás, que acabou vencendo e com direito à representar o Brasil novamente no Mundial, agora na Indonésia.

 

Inexplicavelmente, porém, Deus resolveu antecipar a sua passagem vitoriosa e feliz para coloca-la remando no mais importante time de rafting existente. Para nós restou a imagem feliz, alegre e aquele sorrisão de uma loira linda e “gente finíssima” a qual nos brindou com a sua amizade e parceria.

 

Acho que o Projeto Meninos do Lago foi uma oportunidade para ela encontrar o seu destino mais importante: a felicidade. Em contrapartida, vários dos principais valores inseridos na gestão do projeto tem a participação dessa atleta, como por exemplo, a questão educacional. Jamais ouvimos dessa atleta desrespeito às instituições desportivas ou patrocinadores, mesmo quando as portas foram fechadas por falta de verbas. Jamais ouvimos críticas dessa atleta por desrespeito aos seus treinadores, aos quais ela sempre manteve enorme carinho. Jamais deixou de ser lembrada para participar da arbitragem e organização dos principais eventos em Foz do Iguaçu, simplesmente porque era competente e educada. Enfim, só alegria e competência marcou essa passagem rápida da Nanda e é assim que vamos lembra-la para sempre. Nanda nosso muito obrigado por seus ensinamentos que hoje repassamos aos demais atletas. Até qualquer dia nandinha...

 












 

 

 

 

 

 

 

 
Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique