Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

Atletas da casa têm prova de fogo

22/04/2015

 

 

 


Adriano Bragança, professor do Meninos do Lago, entre Andressa Maciel (à esquerda) e Maryane Camargo.
  
Entre veteranos e atletas renomados da canoagem, duas canoístas do Projeto Meninos do Lago têm “prova de fogo” no Campeonato Mundial de Canoagem Slalom Júnior e Sub-23. A disputa, que reúne em Foz do Iguaçu os melhores atletas do mundo na modalidade, começou nesta quarta-feira (22) e prossegue até domingo (26).
      
Maryane Camargo e Andressa Zerwes Maciel, ambas de 17 anos, representam o Brasil no Mundial mesmo não integrando a seleção brasileira permanente de canoagem. Atletas do Meninos do Lago, as duas conseguiram no braço a vaga para a competição participando das seletivas, há duas semanas.
   


Ana Sátila, esperança de medalha no Mundial.

  
"Foi uma prova bem difícil, eu não acreditava que conseguiria classificar", conta Andressa, que compete na categoria C1 (canoa simples) sub 23. Há três anos, ela conheceu o projeto a convite de um primo. Ficou apaixonada pela canoagem. "Eu jogava futebol, mas hoje descobri meu esporte. Amo estar na água", conta.
  
Maryane tem mais tempo de Meninos do Lago, cinco anos, mas também estreia em mundiais. "Estou muito confiante, já treino no canal há muito tempo", diz a atleta que disputa na categoria k1 (caiaque simples) júnior. Ela sabe que a competição será difícil, mas tem metas ousadas. Até a de estar entre os representantes do Brasil na Olimpíada Rio de Janeiro, em 2016. Para chegar lá, entretanto, ela terá que vencer atletas com Ana Sátila, que já tem uma Olimpíada na bagagem. "É bom se espelhar em grandes atletas. É uma competição saudável, que faz o esporte evoluir", diz.
   


Canal Itaipu, a "casa" dos Meninos do Lago, com a estrutura da Mundial já montada.

 
Para professor do Projeto Menino do Lago, Adriano Siano Bragança, atletas como Maryane e Andressa mostram que o programa de Itaipu pode revelar grandes nomes da canoagem brasileira. Ela cita exemplos como Felipe Borges, Leonardo Curcel e os gêmeos Wallan e Welton Carvalho, que começaram no projeto e hoje integram a seleção permanente. "Elas precisam manter os bons resultados para buscar uma vaga na seleção", afirma.
   
Meninos do Lago
   
O Projeto Meninos do Lago é um programa social da Itaipu que comporta jovens de famílias carentes de Foz do Iguaçu. Do projeto nasceu o Instituto Meninos do Lago (Imel), que os atletas representam nas competições oficiais. As parceiros do Imel são a Federação Paranaense de Canoagem (Fepacan) e a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa). Pela Itaipu, a gestão é feita por meio do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA).

Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique