Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

Reinício das Atividades

13/05/2013

 

 

 

Após um longo período sem treinamento em virtude da renovação do convênio entre a Federação Paranaense de Canoagem e Itaipu Binacional, o Projeto Meninos do Lago retornou hoje (13/05/2013) às atividades desportivas.

 

 

O Projeto Meninos do Lago tem o compromisso com o atendimento de 100 atletas/estudantes da rede pública de ensino da Vila C e Bairro Morumbi, na Cidade de Foz do Iguaçu. Atualmente foram convocados 78 novos atletas entre 07 a 15 anos para ingressarem no Projeto para a Faixa Branca e outros 26 atletas, que já frequentavam as atividades no ano passado, para a Faixa Amarela, perfazendo um total de 104 novos canoístas.

 

Assim como nos esportes de luta, o Projeto Meninos do Lago inovou e acabou inserindo no Brasil o sistema de Faixa de Segurança para os atletas. A graduação de faixa passa respectivamente pelas seguintes cores: branca, amarela, verde, azul e preta.  A faixa branca tem a duração de seis meses, enquanto que a amarela e verde o período de aprendizagem é de doze meses para cada uma. Ou seja, o Projeto realiza um curso de Canoagem Slalom onde todos os fundamentos da modalidade são repassados em dois anos e seis meses de treinamento.

 

Após esse período, se o atleta demonstrar total domínio de todos os fundamentos, deverá passar para a Faixa Azul e estar em nível de competitividade internacional. Quando for convocado para uma Seleção Nacional, obrigatoriamente estará recebendo a Faixa Preta.

 

Além dos 104 novos atletas, são filiados ao Instituto Meninos do Lago, mais 10 atletas faixas verdes, 16 atletas faixas azuis e 4 atletas faixas pretas. Todos esses canoístas são de Foz do Iguaçu e representam o Instituto Meninos do Lago nas competições nacionais e internacionais e são os grandes responsáveis pelos excepcionais resultados que o Instituto tem conseguido obter de 2010 até agora, como por exemplo, o tricampeonato brasileiro da 2ª Divisão e bi-campeonato brasileiro da 1ª Divisão.

 

Outro dado importantíssimo da excelência dos resultados obtidos, atualmente dos 16 atletas que integram a Equipe Permanente de Canoagem Slalom, a metade são filiados ao Instituto Meninos do Lago. Ou seja, inequivocamente os dados são claros em demonstrar que a metodologia de trabalho encampada em Foz do Iguaçu realmente está trilhando caminhos vitoriosos.

 

Para o Treinador Adriano Siano Bragança, difícil mesmo é promover a paixão pelo esporte:

 

“O mais difícil é fazer com que os atletas se apaixonem pela modalidade nos primeiros seis meses de faixa branca, nessa fase o índice de desistência ultrapassa aos 60% (sessenta por cento) principalmente nas duas primeiras semanas, ainda mais quando se inicia em períodos chuvosos ou com frio, como é o caso neste ano. Todavia estamos preparados para buscar novos atletas caso não consigamos manter a meta quantitativa nesses primeiros meses”

 

Após esses primeiros seis meses o índice de desistência cai bastante e aí a grande maioria já começa a se dedicar e a pensar em uma carreira desportiva. Todavia o projeto é esclarecedor no sentido de que muito mais importante de que as medalhas, são os resultados educacionais:

 

“Em nosso projeto existem alguns valores que são iguais ou mais importantes que os resultados desportivos. Sem dúvida a Educação no sentido mais amplo possível é o item que mais cuidado receberá de nossos treinadores. Atleta “sem educação” não pode servir de exemplo para os nossos jovens. Por esse motivo ficaremos atentos aos boletins escolares e ao comportamento social de todos os nossos atletas. Dizer que o mais importante são os resultados na água, será um grande equívoco de qualquer participante do Projeto Meninos do Lago. Para nós o que mais importa é a índole, moral e ética demonstrada fora da água. O auxílio educacional é a única coisa que podemos nos comprometer com os familiares de nossos canoístas, pois todos devem estar cientes de que a certeza do sucesso estará sempre nas boas notas escolares e não no número de medalhas conquistadas” – disse Argos Gonçalves Dias Rodrigues, superintendente da Confederação Brasileira de Canoagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique