Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

X-GAMES

19/04/2013

Fonte: JIE - ITAIPU BINACIONAL

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atletas tietam nos X Games
19/04/2013 | 10h51

Eles já estão acostumados a domar corredeiras e a praticar performances radicais em rios, lagos e nas pistas de atletismo, mas nada que se compare a esportes tão extremos quanto os X Games.
      

Garotos vibraram com as manobras na pista.
      
Nesta quinta-feira (18), 150 atletas de três projetos socioesportivos patrocinados pela Itaipu Binacional trocaram a água - ou as pistas de atletismo - por um pouco mais de adrenalina na terra e no ar, mas só como espectadores. Eles acompanharam treinos e competições das feras dos esportes radicais, no primeiro dia de disputa dos X Games, em Foz do Iguaçu. E levaram deste dia um incentivo a mais para se dedicarem à vela, à canoagem e ao atletismo, por meio dos projetos Velejar é Preciso, Meninos do Lago e Jovens Atletas – Campeões do Futuro.
     

A megarrampa impressionou.
       
Os jovens conheceram as cinco rampas e toda a estrutura montada no Parque Infraero, em frente ao Centro de Convenções.  As competições de BMX, Skate, MotoX e Rally prosseguem até domingo (21).
    
Sonho realizado
     
“É um sonho participar de um evento como esse e ainda mais, conhecer novos esportes”, afirmou Mayane Camargo, de 15 anos, integrante do Meninos do Lago. Para ela, que treina diariamente no Canal Itaipu, conhecer toda a estrutura dos X Games “dá um gás extra” para que ela continue remando com garra. “Meu desafio é participar do Campeonato Mundial de Canoagem em 2015”, conta Mayane. O evento será realizado em Foz do Iguaçu e, como os X Games, reunirá atletas do mundo todo.
     

"É um sonho participar de um evento como esse", diz Mayane.
      
A magnitude da estrutura montada para os esportes radicais também deu ânimo para Douglas de Oliveira, de 12 anos, do projeto Velejar é Preciso. “Um dia quero ser atleta em uma competição deste porte. É uma experiência única”, disse.
      

Rafael Borba: sonho de participar da competição.
       
Do Atletas do Futuro, Rafael Borba, de 17 anos, disse ter se emocionado nos X Games. “Nunca imaginei participar disso. Em breve, não quero mais estar em competições como esta apenas nas arquibancadas, mas nas pistas de atletismo, competindo”.
     
Ação social
     
O convite para a visita dos jovens foi feito pela própria organização do X Games. Até domingo, cerca de 500 meninos e meninas carentes de Foz assistirão às disputas. Também foram convidados os filhos do pessoal que atua na retaguarda do evento, como porteiros, faxineiros e seguranças.
      

Meninos e meninas de todas as idades ficaram de olho nos atletas radicais.
      
“Queremos dar a esses jovens a oportunidade de conhecer o que está acontecendo na cidade deles. É uma forma de envolvê-los no evento”, disse Thais Tavares, coordenadora de Sustentabilidade e Ações Sociais dos X Games.
      

A cada "voo", muitos gritos.
      
A visita foi acompanhada pelos representantes de Itaipu, Márcio Bortolini, do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA) da Assistência da Diretoria Geral (AS.GB) e Rebecca Montanheiro, da Divisão de Relações Públicas (CSRP.GB). “Não foi só uma oportunidade para os adolescentes conhecerem outros esportes, mas também para incentivá-los a treinar com afinco”, avaliou Bortolini.
      
Para o superintendente da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), Argos Rodrigues, ter ido aos X Games foi um presente e uma aula para os adolescentes. “Além do entretenimento, eles puderam vislumbrar um futuro promissor por meio do esporte e em breve ser as estrelas de eventos esportivos de alto rendimento”.

Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique