Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

O Tiririca voltou....

26/06/2012

 

Normalmente no final de cada ano o Projeto Meninos do Lago passa por um período triste e constrangedor, pois é o momento da avaliação final dos boletins escolares de cada atleta. Todos estão cientes de que a Educação é o principal valor inserido no Projeto, ou seja, junto ao comprometimento com os treinamentos o atleta está ciente de que terá que se esforçar para cumprir com as regras que impõe a aprovação escolar.

 

No final do ano de 2011, para infelicidade de todos nós, o atleta Gustavo de Souza Damázio apresentou o seu boletim escolar sem o êxito necessário. Mesmo sendo um bom atleta, tendo conquistado várias medalhas para o Projeto Meninos do Lago, ele estava ciente de que não teria mais condições de continuar atuando.

 

Para a Professora Mayara Cordeiro não foi fácil realizar os cortes: “foram dispensados 10 atletas do Projeto Meninos do Lago, vários com ótimos resultados no circuito nacional. Porém todos eles estavam cientes de que junto ao treinamento teriam que se comprometer com a vida educacional, pois é lá que construirão o seu respectivo futuro. A canoagem é apenas um instrumento de inserção social que poderá auxiliá-los na compreensão e no comprometimento com alguns importantes valores da vida”.

 

Valdecir Fernandes da Cruz, presidente da Federação Paranaense de Canoagem complementa dizendo que: “Entre medalhas e notas, ficaremos sempre com as notas escolares, pois no esporte da Canoagem Slalom não se admite um atleta sem este comprometimento em virtude de que no futuro próximo ele enfrentará grandes problemas com relação à memorização, concentração, reflexos e disciplina que são valores fundamentais dentro da modalidade”.

 

No Regimento Interno a regra é a seguinte:

 

Art. 24 - Atleta do Projeto Meninos do Lago terá que, obrigatoriamente, frequentar a escola e obter notas suficientes para aprovação anual.

 

 

Parágrafo primeiro: A reprovação escolar implicará na reavaliação de sua permanência no Projeto. Se isso acontecer a sua permanência estará condicionada à autorização expressa dos pais (menores de 18 anos)  e aprovação da Comissão Técnica.

 

 

Para todos os atletas dispensados a Direção do Projeto estipulou como condição básica para o retorno às atividades, a necessidade dos mesmos não tirarem nenhuma nota vermelha no primeiro semestre de 2012.

 

Com o sorriso de orelha a orelha, no dia 26 de junho de 2012 o Gustavo apresentou o seu boletim escolar  sem nenhuma nota vermelha e foi autorizado a retornar de imediato aos treinamentos:

 

“Eu bobeei muito no início do ano passado e depois não consegui mais recuperar as notas, não queria saber de estudar, apenas treinar.  Neste ano foi diferente, peguei firme desde o início e agora não tenho nenhuma nota vermelha e não vou mais dar chance para que alguém pegue o meu lugar no Projeto Meninos do Lago”.

 

     


 

  

     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique