Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

Os Top 2016

26/09/2011
 
 
Os atletas do Projeto Meninos do Lago que conquistaram o direito ao Programa do Governo Estadual estão conseguindo grandes resultados neste segundo semestre de 2011, elevando o Estado do Paraná aos mais altos degraus dos pódios nacionais da Canoagem Slalom.
Para os atletas a ajuda de custo repassada pelo Governo Estadual está sendo fundamental para a continuidade dos treinamentos e do sonho de um dia estar representando o País nos Jogos Olímpicos.
“Esse ano eu teria que parar de treinar para auxiliar financeiramente em casa, quando soube que tinha direito e estava incluído no Programa Top 2016, para mim foi muito gratificante e até mesmo recebi essa notícia como alívio, pois agora posso treinar sem muito peso na consciência pois estou auxiliando em casa” – relatou a atleta Sara Regina.
Além desse auxílio em casa, os atletas ainda têm a possibilidade de planejar a aquisição de seus equipamentos essenciais para a conquista de bons resultados, conforme bem demonstrou o atleta Daniel Siqueira:
“Eu precisava desse auxílio para poder pensar em comprar equipamentos novos. Na canoagem o equipamento é essencial para se obter bons resultados, porém é muito caro e minha família não teria condições de me ajudar. Hoje estou guardando meu dinheiro para comprar um barco no início do ano que vem”.
Veja os resultados de todos os atletas beneficiados pelo Programa:
Daniel Siqueira:
Competição 2ª Etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom – 1ª Divisão
Local - Três Coroas – RS
Categoria C1MJR
Resultado – 4º Lugar
Análise técnica – Por tratar-se do primeiro ano júnior, esse atleta muito provavelmente será o primeiro desta categoria à partir de 2012, quando os canoístas que hoje estão à sua frente passarão para a categoria sênior. Tem muita técnica e é dedicado nos treinamentos;
 
Luiz Henrique de Oliveira / Felipe Almeida da Silva
Competição 2ª Etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom – 1ª Divisão
Local - Três Coroas – RS
Categoria C2MJR
Resultado – 2º Lugar
Análise técnica – Também é o primeiro ano júnior da dupla e trata-se do barco mais difícil da modalidade de Canoagem Slalom e atualmente estão em segundo no ranking nacional, devendo passar a primeiro no ano de 2012. Essa embarcação exige muita disciplina e muito treino, devendo obter resultados expressivos à partir do 4º ano de treinamento.
 
Guilherme Schena Dias Rodrigues
Competições: Campeonato Brasileiro da 2ª Divisão
Local – Foz do Iguaçu - PR
Categorias – K1MIN, C1MIN e C2MIN
Resultados em todas as participações – 1º Lugar
Análise técnica – Com apenas 11 anos de idade e dois de treinamento, esse atleta tem se destacado nas categorias infantis. Realmente está muito acima do nível dos atletas até 12 anos de idade.
 
Competição: 2ª Etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom – 2ª Divisão
Local - Três Coroas – RS
Categorias – K1MIN, C1MIN e C2MIN
Resultados em todas as participações – 1º Lugar
Análise técnica – Corroborando com os resultados do Campeonato Brasileiro, não há como duvidar de que em todas as participações neste ano nas categorias infantis, esse atleta deverá vencer.
 
Competição: 2ª Etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom – 1ª Divisão
Local - Três Coroas – RS
Categorias – K1MIN e C2MJR
Resultados – 1º Lugar K1MIN e 3º Lugar C2MJR
Análise técnica – O regulamento da Confederação Brasileira de Canoagem permite que um atleta menor de 14 anos participe das provas da 1ª e também da 2ª Divisão, desde, é claro, que tenha nível técnico para isso. O Guilherme participa, sem nenhum compromisso mais sério, das duas competições unicamente pelo prazer de estar na água. Além disso, quando se encerra o evento, a função mais difícil é encontrá-lo para a premiação, pois invariavelmente ainda está brincando na água. Em parceria com o irmão mais velho, conseguiram ficar em 3º lugar na categoria C2MJR, competindo com atletas até 18 anos.
 
 
Ana Paula Fernandes Castro
Competições: Campeonato Brasileiro da 2ª Divisão
Local – Foz do Iguaçu - PR
Categorias – C1FME
Resultado – 1º Lugar
Análise técnica – A categoria C1 feminina foi lançada no circuito internacional há apenas 3 anos, de forma que o Brasil ainda não tem um número de atletas significativo nessa embarcação. Apesar de pouco tempo na canoagem, Ana Paula demonstra possuir o dom de remar. Demonstra muita técnica e, sem dúvida, no final do ano de 2012 já deverá estar entre as melhores atletas da 1ª Divisão brasileira.
 
Competição: 2ª Etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom – 2ª Divisão
Local - Três Coroas – RS
Categoria – C1FME
Resultado – 1º Lugar
Análise técnica – Corroborando com os resultados do Campeonato Brasileiro, não há como duvidar de que em todas as participações neste ano nesta categoria, a atleta deverá figurar como vencedora.
 
Sara Regina dos Santos Deoclides
Competições: Campeonato Brasileiro da 2ª Divisão
Local – Foz do Iguaçu - PR
Categorias – C1FJR
Resultado – 3º Lugar
Análise técnica – Essa atleta está enfrentando problemas nas costas e no ombro que tem prejudicado muito o rendimento nesse ano de 2011. É necessário o trabalho de fisioterapia o restabelecimento completo para se exigir mais nos treinos.
 
Competição: 2ª Etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom – 2ª Divisão
Local - Três Coroas – RS
Categoria – C1FJR
Resultado – 7º Lugar
Análise técnica – Competiu apenas na categoria C1FJR e não conseguiu competir na categoria K1FJR em virtude das fortes dores nas costas, o que impedirá de remar competitivamente até o final de 2011.  
 
Graças à conquista dos Jogos Olímpicos de 2016, várias ações públicas e privadas visando a preparação dos atletas das modalidades que participarão desse megaevento estão sendo deflagradas por todo o País. Está cada vez mais evidente que o Brasil realmente se despertou para as atividades olímpicas.
A canoagem brasileira que sempre foi dependente dos parcos recursos oriundos dos poderes públicos, e que sempre recebeu a pecha de “esporte nanico”, hoje já se depara com outra realidade. Às vésperas de assinar seu primeiro contrato com um forte patrocinador, o Banco BNDES, tem recebido grandes incentivos do Governo Federal principalmente com relação ao Programa Bolsa Atleta, onde vários de seus atletas cadastrados foram contemplados com o mais espetacular projeto de incentivo direto já realizado no Brasil.
Muitos estados brasileiros legislaram nessa mesma linha de benefícios diretos nesses últimos 8 (oito) anos, o qual, infelizmente, o Paraná passou despercebido em virtude da comprovada ausência de interesse por parte do Governo local.  A Assembleia Legislativa do Paraná até que tentou inserir o Estado nessa vertente olímpica, mas foi barrada com a ausência de regulamentação, por parte do Executivo, da Lei que ela havia aprovada.
Com a mudança de governo a coisa começa a mudar para a satisfação dos atletas olímpicos da canoagem. No dia 15 de junho passado chegou à Federação Paranaense de Canoagem o Ofício Circular n° 001/2001 GAB, assinado pelo Secretário Especial de Esporte, Evandro Rogério Roman, comunicando o lançamento do Programa Paraná Talento Olímpico e Paraolímpico, oferecendo 6 (seis) Bolsa Esporte para atletas entre 11 a 18 anos, para receberem o valor de R$ 500, 00 (quinhentos reais) no período de agosto a dezembro de 2011.
Coube às federações a difícil missão de indicar os atletas com possibilidades de representar o Estado do Paraná em competições, bem como atuar nas olimpíadas de 2016. Pelo fato da Federação Paranaense de Canoagem poder ser considerada hoje como uma das principais federações nacionais do quadro da CBCa, com inúmeros atletas aptos a esse beneplácito, a Diretoria Executiva deliberou no sentido de se criar critérios claros que se aproxime o máximo possível de uma escolha justa. Por esse motivo as indicações se deram com base nos seguintes argumentos:
  
1º  IDADE – Entre 11 a 18 anos (norma estabelecida pelo Governo);
2º MODALIDADE – Velocidade ou Slalom (norma estabelecida pelo Governo);
3º RANKING NACIONAL – Primeiros do Ranking Nacional de 2010;
4º SEM AUXÍLIO FINANCEIRO – Atleta sem patrocínio ou Bolsa Atleta Federal;
5º CADASTRO ATUALIZADO - Atletas em dia com suas responsabilidades cadastrais;
6º CASO DE EMPATE – prioridade para o Atleta mais jovem;
 
Todos os atletas acima mencionados do Projeto Meninos do Lago estão cientes de que a continuidade da Bolsa dependerá de uma série de fatores, dentre eles os resultados conquistados na água. Este primeiro contrato perdura somente até o início de 2012. A conquista de resultados e de boas notas, além da gestão administrativa do Governo Estadual é que determinará a continuidade ou não deste beneplácito.
 
Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique