Confederação Brasileira de CanoagemItaipu Binacional

Notícias

Um evento para entrar na história - segunda parte

03/09/2011

 

 

 

 

CAMPEONATO BRASILEIRO DE CANOAGEM SLALOM DA 2ª DIVISÃO
 Um evento para entrar na história – 2ª parte
 
Após a realização do maior evento nacional de Canoagem Slalom de todos os tempos no país, que contou com a presença recorde de 150 atletas iniciantes disputando todas as categorias oficiais e não oficiais da modalidade em 191 embarcações, a Confederação Brasileira de Canoagem revendo os 7.390 lançamentos realizados encontrou um erro na somatória geral das equipes.
Infelizmente para o Projeto Meninos do Lago a correção desse erro de lançamento levou a Estância Turística de Piraju, com o Projeto Talento das Águas, ao primeiro lugar geral do Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom da 2ª Divisão de 2011. Obviamente que por não ter havido recurso no prazo apropriado e, consequentemente, transitado em julgado os resultados, o Instituto Meninos do Lago teria direito a recorrer dessa decisão, inclusive ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva.
Entretanto ao serem indagados sobre o tema os professores e treinadores foram unânimes ao relatar que se houve erro, esse erro deveria ser corrigido pelo bem do próprio esporte e também em virtude dos valores olímpicos que são apregoados no Projeto, em especial o famoso fair play.
“Não será o segundo lugar que tirará o mérito e o brilhantismo dos nossos atletas, tivemos ótimos resultados, principalmente nas categorias de base que são os nossos maiores objetivos para 2015. Todos os nossos atletas estão de parabéns e vamos seguir lutando para conquistarmos sempre bons resultados para o Slalom Brasileiro” – relatou a Professora Mayara Cordeiro Lapczyk – técnica de canoagem.
Para o Superintendente da Confederação Brasileira de Canoagem, Argos Gonçalves Dias Rodrigues, mais importante que os resultados de pódios foram as demonstrações incontestáveis de que os valores educacionais, o espírito esportivo, solidariedade e respeito pelos outros estão sendo perfeitamente compreendidos  pelos atletas e educadores do Projeto Meninos do Lago.
“O que encanta nesse projeto é que antes do início dos trabalhos definiu-se quais eram os valores a serem investidos aos atletas. Estes valores estão bem claros na página oficial e são diariamente motivos de cobrança em cada atitude de todos os participantes. Ficamos encantados com a presteza dos atletas deste Projeto e de alguns outros que participam do Selo de Qualidade da CBCa. Empréstimos de barcos, remos, auxílio organizacional e etc, é uma demonstração evidente de fair play, educação, solidariedade e respeito pelos outros. É assim que queremos a Canoagem Slalom brasileira, é para isso que trabalhamos”.
O presidente da Federação Paranaense de Canoagem, Valdecir Fernandes da Cruz lembrou a todos que os resultados desse ano se deu em virtude de alguns fatores, primeiro pelo fato das mudanças das regras da CBCa, a qual pontua apenas os medalhistas e não mais todos os atletas, isso significa que a partir de agora não importa muito a quantidade de canoístas mais sim a qualidade. O segundo motivo pelo Projeto não ter conseguido o primeiro lugar se deu pelo fato do final do ano passado ter promovido à primeira divisão 20 atletas do Bairro Morumbi.
“Este ano estávamos cientes de que não seria muito fácil vencermos na pontuação geral o Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom da 2ª Divisão, pois as regras da CBCa modificaram e agora apenas pontuam os medalhistas, o que estamos de acordo por entendermos mais justo e produtivo para o Slalom Nacional.  Além disso o Projeto promoveu para a primeira divisão os 20 melhores atletas neste ano de 2011, ou seja, perdemos talentos importantíssimos para esse evento. Não estamos tristes pelos resultados, pois tudo está devidamente planejado e estudado para a representatividade do Campeonato Mundial Júnior e Sub 23 de 2015, que será realizado em Foz do Iguaçu. Este sim é o objetivo maior e por isso nossa ênfase às faixas etárias infantil e menor ”.
Para o Professor Adriano Siano Bragança os atletas que se destacaram foram, sem dúvida, aqueles que mais suaram durante os últimos meses. Segundo o técnico, restou evidente para todos que no esporte não há lugar para os dorminhocos.
“Nós temos  talentos natos e pessoas determinadas  dentro desse projeto. A cada dia que passa temos mais convicção que a determinação, garra e vontade de vencer derrota com certa facilidade o talento dorminhoco. Não adianta absolutamente nada a pessoa ser talentosa, ter nascido para o esporte, mas não ter nenhum comprometimento ou determinação para alcançar a vitória. Por outro lado, percebemos que os atletas sem muito talento e com várias dificuldades, inclusive motoras, conseguem superar o medo e falta de destreza através de muito treino, muito suor e, com isso, em não raras as oportunidades os encontramos no pódio”.
 
 
 
Admin | Projeto Meninos do Lago | Desenvolvimento Carlos Henrique