Notícia
27/05/2018 13:55
Termina a 2ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade na Alemanha
Isaquias Queiroz foi o destaque entre os brasileiros com duas medalhas de prata

O último dia da 2ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade foi um dia movimentado para os brasileiros. Somente neste domingo foram disputadas três semifinais, uma Final B e duas Finais A. Isaquias foi novamente o destaque do dia ao conquistar a medalha de prata no C1 500m Masculino, finalizando sua participação no evento com duas medalhas nas duas provas que participou.
 
O primeiro brasileiro a entrar na pista de Kanu-Regatta-Verein, para a semifinal do C1 200m Masculino, ele não conseguiu acompanhar a prova e terminou a disputa na 6ª colocação, garantindo a vaga na Final B da prova. Ele conseguiu melhorar seu tempo na prova seguinte e finalizou sua participação no C1 200m na terceira colocação, pouco mais de um segundo atrás do primeiro colocado, o canadense Thomas Hall.
 
Na sequência Jacky voltou à pista, dessa vez ao lado de Isaquias Queiroz para brigar por uma vaga na Final A do C1 500m Masculino. Isaquias fez uma boa prova, brigando pela ponta durante todo o trajeto como alemão Sebastian Brendel, e acabou a prova em primeiro lugar, garantindo a permanência na briga pela sua segunda medalha do evento. Jacky não teve o mesmo desempenho e terminou a prova na oitava posição, sem conseguir a vaga na Final B.
 
Na Final A do C1 500m Masculino Isaquias disputava pela chance de conquistar sua segunda medalha em duas provas que participou no evento. Ele teve um ótimo início de prova, disputando a ponta com o tcheco Martin Fuksa e com o alemão Sebastian Brendel. Os três buscavam ganhar vantagem sobre os outros a cada remada, mas nenhum conseguiu abrir uma liderança confortável até o final da prova, quando o tcheco manteve seu ritmo forte e finalizou a prova em primeiro lugar, com o tempo de 01:46.888, o brasileiro chegou logo na sequência, com 01:47.449 e o alemão fechou o pódio com o tempo de 01:47.979.
 
 
A segunda Final A do dia foi a do C2 200m Masculino, disputada por Erlon Souza e Maico Santos. Os brasileiros não conseguiram impor um bom ritmo e terminaram a prova na 7ª posição. Essa foi a terceira final A da dupla em três provas disputadas: C2 200m, C2 500m e C2 1000m.
 
Jacky ainda participou do C1 5000m, que foi uma das últimas provas do evento. Nos 5000m os atletas não são enfileirados em raias e seguem um percurso com duas retas e duas curvas. O Brasileiro terminou a disputa em 23:17.176, na 7ª posição.
 
Avaliação da competição
Para Alvaro Koslowski, Supervisor da Canoagem Velocidade os resultados obtidos em Duisburg foram positivos, mas o foco da preparação dos atletas está voltado para Tóquio em 2020. “De uma forma geral os atletas brasileiros tiveram um bom desempenho, que a partir de agora deverá ser estudado para poder auxiliar na disputa do mundial. A preparação da Equipe brasileira da Canoa é voltada principalmente para 2020, da mesma forma que foi realizada no ciclo olímpico do Rio 2016. É com este olhar que os resultados serão analisados”, comenta.
 
O Brasil participou de sete provas com 9 embarcações, disputou cinco Finais A (C1 500m, C1 1000m, C2 200m, C2 500m e C2 1000m), três finais B (C1 200m, C1 500m e C1 1000m) e retorna ao Brasil com duas medalhas de prata, conquistadas por Isaquias Queiroz. Agora o próximo desafio internacional da Canoagem Velocidade são os XI Jogos Sul-americanos, realizados em Cochabamba, na Bolívia no início do mês que vem.
 

Governo do ParanáSaneparJMaluceliBolsa AtletaComitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro International Canoe Federation Internation Rafting Federation Pan American Canoe Federation Confederacion Suramericana de Canotaje Banco Nacional do Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte GE Itaipu Binacional Governo Federal
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube Google +