Notícia
27/05/2018 02:05
Termina a 2ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade na Alemanha
Isaquias Queiroz foi o destaque entre os brasileiros com duas medalhas de prata

O último dia da 2ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade foi um dia movimentado para os brasileiros. Somente neste domingo foram disputadas três semifinais, uma Final B e duas Finais A. Isaquias foi novamente o destaque do dia ao conquistar a medalha de prata no C1 500m Masculino, finalizando sua participação no evento com duas medalhas nas duas provas que participou.
 
O primeiro brasileiro a entrar na pista de Kanu-Regatta-Verein, para a semifinal do C1 200m Masculino, ele não conseguiu acompanhar a prova e terminou a disputa na 6ª colocação, garantindo a vaga na Final B da prova. Ele conseguiu melhorar seu tempo na prova seguinte e finalizou sua participação no C1 200m na terceira colocação, pouco mais de um segundo atrás do primeiro colocado, o canadense Thomas Hall.
 
Na sequência Jacky voltou à pista, dessa vez ao lado de Isaquias Queiroz para brigar por uma vaga na Final A do C1 500m Masculino. Isaquias fez uma boa prova, brigando pela ponta durante todo o trajeto como alemão Sebastian Brendel, e acabou a prova em primeiro lugar, garantindo a permanência na briga pela sua segunda medalha do evento. Jacky não teve o mesmo desempenho e terminou a prova na oitava posição, sem conseguir a vaga na Final B.
 
Na Final A do C1 500m Masculino Isaquias disputava pela chance de conquistar sua segunda medalha em duas provas que participou no evento. Ele teve um ótimo início de prova, disputando a ponta com o tcheco Martin Fuksa e com o alemão Sebastian Brendel. Os três buscavam ganhar vantagem sobre os outros a cada remada, mas nenhum conseguiu abrir uma liderança confortável até o final da prova, quando o tcheco manteve seu ritmo forte e finalizou a prova em primeiro lugar, com o tempo de 01:46.888, o brasileiro chegou logo na sequência, com 01:47.449 e o alemão fechou o pódio com o tempo de 01:47.979.
 
 
A segunda Final A do dia foi a do C2 200m Masculino, disputada por Erlon Souza e Maico Santos. Os brasileiros não conseguiram impor um bom ritmo e terminaram a prova na 7ª posição. Essa foi a terceira final A da dupla em três provas disputadas: C2 200m, C2 500m e C2 1000m.
 
Jacky ainda participou do C1 5000m, que foi uma das últimas provas do evento. Nos 5000m os atletas não são enfileirados em raias e seguem um percurso com duas retas e duas curvas. O Brasileiro terminou a disputa em 23:17.176, na 7ª posição.
 
Avaliação da competição
Para Alvaro Koslowski, Supervisor da Canoagem Velocidade os resultados obtidos em Duisburg foram positivos, mas o foco da preparação dos atletas está voltado para Tóquio em 2020. “De uma forma geral os atletas brasileiros tiveram um bom desempenho, que a partir de agora deverá ser estudado para poder auxiliar na disputa do mundial. A preparação da Equipe brasileira da Canoa é voltada principalmente para 2020, da mesma forma que foi realizada no ciclo olímpico do Rio 2016. É com este olhar que os resultados serão analisados”, comenta.
 
O Brasil participou de sete provas com 9 embarcações, disputou cinco Finais A (C1 500m, C1 1000m, C2 200m, C2 500m e C2 1000m), três finais B (C1 200m, C1 500m e C1 1000m) e retorna ao Brasil com duas medalhas de prata, conquistadas por Isaquias Queiroz. Agora o próximo desafio internacional da Canoagem Velocidade são os XI Jogos Sul-americanos, realizados em Cochabamba, na Bolívia no início do mês que vem.
 

Filiações
Patrocínio
Apoio
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube