Notícia
23/08/2017 01:08
Paracanoagem Brasileira inicia o Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem com bons resultados
Luis Carlos Cardoso foi o destaque do dia vencendo o VL1 e garantindo a vaga na Final A do KL1

Foto: Balint Vekassy


Os atletas da Seleção Brasileira de Paracanoagem começaram com tudo o primeiro Mundial depois dos Jogos Rio 2016. O Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem na Labe Aréna, em Racice na República Tcheca começou hoje com provas da Paracanoagem. Na parte da manhã aconteceram as eliminatórias e semifinais das provas do Caiaque, com participação de brasileiros em todas as disputas e à tarde foram realizadas as provas na Canoa. O saldo do dia foi o tetracampeonato de Luis Carlos Cardoso no VL1, cinco classificações para Final A e uma Final B.
 
O dia com muito sol, temperaturas amenas e pouco vento proporcionaram boas condições para os atletas da Paracanoagem Brasileira. O primeiro atleta a competir foi Luis Carlos Cardoso, pelo KL1 Masculino, ele dispensou a prova da semifinal e garantiu a vaga na Final A direto ao vencer a sua bateria, com o tempo de 0:50.527 e disputa a medalha na sexta-feira (25/08). A estreante em Mundiais, Adriana Azevedo terminou a segunda bateria do KL1 Feminino na 5ª posição e se classificou para a semifinal, mas não conseguiu classificar para a final de sua prova. Mesmo sem ter a chance de conquistar uma medalha Adriana se mostrou otimista com o futuro “eu treino na Paracanoagem a pouco mais de um ano, este é o meu primeiro Campeonato Mundial, e já consegui ficar entre as 10 melhores do mundo e Isso nunca tinha sido alcançado por uma brasileira no KL1. Estou chateada por não conseguir uma vaga na final mas satisfeita com a experiência de estar aqui”.
 
No KL2 Masculino o atleta paraolímpico, Igor Tofalini terminou a classificatória na 3ª posição e a semifinal na 4ª, com esse resultado ele disputa a Final B da prova nesta quinta (24/08). Débora Benevides, do KL2 Feminino, não conseguiu se classificar para a final direto, mas na semifinal remou bem e garantiu a vaga na Final A ao terminar a prova na 2ª colocação, com o tempo de 0:59.141. A atleta disputa a medalha na tarde desta sexta-feira (25/08).
 
 
No KL3 os dois atletas brasileiros se classificaram para a Final A. Caio Ribeiro repetiu o bom desempenho nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 e venceu a classificatória, mas devido à quantidade de atletas não existia classificação para a final direto. Na semifinal Caio conquistou a vaga na Final A ao terminar a prova em 2º lugar. Ele finaliza a participação dos brasileiros na Paracanoagem ao disputar a final no sábado às 14h12 (09h12, horário de Brasília). Mari Santilli, em sua terceira participação em mundiais também garantiu uma vaga na Final A e continua na briga por medalhas. Ela finalizou a classificatória na 4ª posição e a semifinal na 3ª posição, 1.445 segundos atrás de Cindy Moreau, medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Mari entra na água para brigar por uma medalha nesta quinta (24/08) às 12h34 (07h34 horário de Brasília).
 
Na primeira prova da tarde, o VL3 Masculino, Caio Ribeiro remou forte e conquistou o 2º lugar de sua bateria, atrás do britânico Jonathan Young, com esse resultado ele garantiu a vaga para a Final A da prova, dispensando a disputa da semifinal. A final A será disputada na sexta (25/08) às 15h45 (10h45, horário de Brasília).
 
Luis Carlos Cardoso retornou às aguas da Labe Aréna para a disputa da Final do VL1 Masculino. Ele não tomou conhecimento dos adversários e venceu a prova com facilidade, alcançando a linha de chegada com mais de 3 segundos de vantagem para o húngaro Róbert Suba, Pavel Gromov, da Russia completou o pódio. Essa é a quarta vez que Luis Carlos venceu a prova em Campeonatos Mundiais, confirmando a hegemonia do atleta. “Estou muito feliz por ter conquistado mais esse título Mundial. As provas de KL1 são importantes por serem paraolímpicas, mas o meu primeiro título mundial fiu nessa prova, o VL1 é o meu xodó. Espero que com essa conquista eu consiga inspirar mais pessoas a praticar a Paracanoagem e remar na Canoa”, comemora o tetracampeão.
 
Debora Benevides participaria da prova do VL2 na tarde de hoje, mas a disputa foi remarcada para amanhã às 12h49 (07h49 horário de Brasília). A categoria não tem classificatória, sendo disputada em uma prova única valendo medalha.
 
Luiz Gustavo Santos, chefe de equipe da Paracanoagem na República Tcheca ficou satisfeito com os resultados do dia. “Dos atletas que estão aqui em Racice apenas a Adriana Azevedo não participou dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, por isso, o evento é muito importante para observarmos o nível dos atletas pós-Jogos. Ficamos satisfeitos com os resultados de hoje, o Caio conseguiu bater o alemão Tom Kierey, que é um adversário fortíssimo. O Igor surpreendeu com a classificação, brigando para estar entre os 15 melhores do mundo, além disso duas das três atletas conseguiram classificação para finais, e essa é apenas a segunda competição internacional na carreira da Adriana, que participou do Sul-americano no primeiro semestre”.  Luiz Gustavo também diz estar surpreso com a evolução da Paracanoagem no cenário Mundial. “O evento está mostrando a importância do treinamento sistematizado para cada atleta, no nivel que o esporte se encontra hoje isso é muito importante. Depois que a Paracanoagem passou a ser uma modalidade paraolímpica o nível internacional tende a aumentar cada vez mais. Nesse mundial já pudemos ver que os outros países trouxeram atletas novos, o que demonstra que os países estão se articulando para se fortalecer na modalidade. Isso exige que o Brasil continue trabalhando e evoluindo para conseguir se manter dentro do cenário internacional.”
 
Canoagem Velocidade estreia nesta quinta-feira
 
Amanhã, além das finais da Paracanoagem, o Canal de Racice terá a estreia das provas da Canoagem Velocidade. Nesta quinta (24/08) acontecem as disputas de C2 Feminino 500m, K1 Masculino 1000m e C1 Masculino 1000m.
 
A primeira participação brasileira do dia é de Andrea Oliveira e Angela Silva, no C2 Feminino 500m. Elas competem na segunda bateria da prova, que tem início programado para as 08h36 (03h36 horário de Brasília). A prova promete muita emoção, pois este é o primeiro Campeonato Mundial após a inclusão da prova no Programa Olímpico. Apenas a primeira embarcação garante uma vaga direto na Final A, do segundo ao sétimo lugar disputam a semifinal na tarde desta quinta.
 
Depois, às 09h35 (04h35 horário de Brasília), é a estreia dos brasileiros no Caiaque, com Vagner Souta, no K1 Masculino 1000m. Ele remará ao lado de dois medalhistas olímpicos na prova: o russo Roman Anoshkin, bronze nos Jogos Rio 2016 e o Tcheco Josef Dostál, que foi medalha de prata nos Jogos ano passado e é o atual medalhista de prata Mundial da prova. Os sete primeiros colocados se classificam para a semifinal, que acontecerá no período da tarde.
 
O terceiro brasileiro a entrar nas águas do Labe Aréna é o dono de três medalhas nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Isaquias Queiroz. Ele remará a classificatória do C1 Masculino 1000m ao lado do atual medalhista de prata Mundial, o Tcheco Martin Fuksa. Isaquias precisa garantir a primeira posição na bateria para passar diretamente para a Final A, sem competir a semifinal, disputada na tarde desta quinta.
 
 
As provas terão transmissão da ICF através do seu canal oficial no youtube, clique aqui.
 
Canoagem Velocidade
Isaquias Queiroz – C1 1000m e C2 1000m
Erlon Souza – C2 200m e C2 1000m
Maicon dos Santos – C2 200m
Valdenice Conceição – C1 200m
Angela da Silva – C2 500m
Andrea Oliveira – C2 500m
Edson Silva – K1 200m
Vagner Souta – K1 500m e K1 1000m
 
Paracanoagem
Luis Carlos Cardoso – KL1 200m e VL1 200m
Igor Tofalini – KL2 200m
Caio Ribeiro – KL3 200m e VL3 200m
Adriana Azevedo – KL1 200m
Debora Benevides – KL2 200m e VL2 200m
Mari Santilli – KL3 200m
 
Mais informações sobre o evento:












Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus