Notícia
01/05/2019 03:05
Panam Sports e COPAC no desenvolvimento da Canoagem no continente
Através do programa “Training Camp” 18 atletas de cinco países puderam participar de uma temporada de treinos para o Campeonato Pan-americano de Canoagem Slalom e garantiram medalhas

Durante o Campeonato Pan-americano de Canoagem Slalom realizado em Três Coroas/RS entre os dias 26 e 28 de abril teve uma participação muito especial de 18 atletas vindos de seis países. Eles vieram ao Brasil graças ao projeto de treinos técnicos da Panam Sports. A iniciativa chamada internacionalmente de “Training Camp”, faz parte do Plano Estratégico Esportivo que visa ajudar os países da região que precisam de mais apoio para desenvolver esportes e atletas.
 
Através de um acordo da Panam Sports com a COPAC – Confederação Pan-americana de Canoagem possibilitou o auxílio para o atendimento desses atletas. Os canoístas vieram Venezuela, México, Chile, Bolívia, Peru e Costa Rica e a Federação Internacional de Canoagem (ICF) indicou dois técnicos locais: Edrei Ascensio e João Vitor Machado. “Já começamos a notar uma evolução desses atletas que não tinham tanta tradição na Canoagem Slalom no seu país, agora a gente já pode avaliar um desenvolvimento no México e no Chile por exemplo, é muito importante para que a nossa modalidade cresça no nosso continente”, comenta João Vitor.
 
Com bons treinos o resultado vem com medalhas e os mexicanos garantiram quatro pódios na competição conquistando duas pratas, uma com Antônio Reinoso na disputa do Canoagem Slalom Extremo Masculino Sênior e também com Sasha Azcona no Canoagem Slalom Extremo Feminino Júnior, além de dois bronzes com Sasha Azcona no C1 Feminino Júnior e Sofia Reinoso no K1 Feminino Sênior.
 
A Venezuela levou pra casa dois bronzes nas disputas do K1 e C1 Masculino Sênior por Equipes. E o atleta chileno Ignacio Bakovic garantiu o lugar mais alto no pódio com um ouro na prova do Canoagem Slalom Extremo Masculino Júnior e uma de bronze pelo K1 Masculino Júnior.
 
Axi Fonseca da Costa Rica também está voltando para a casa empolgado, ele ficou em quarto lugar pelo K1 Masculino Sênior. “Estou muito contente com o meu resultado, me ajudou bastante ficar treinando quase um mês aqui no Brasil. O treinamento é essencial e esse projeto é muito importante ainda mais que graças a ele conseguimos classificar para os Jogos Pan-americanos”, lembra o canoísta de 19 anos.
 
A chilena Constanza Nobis com 17 anos de idade, comenta que este programa é o “melhor dos mundos” para ela como atleta. “Para nós é muito importante isso, sobretudo um país como meu onde tem muitos atletas que querem remar, mas ainda falta um pouco de apoio, e poder estar aqui nos motiva muito para seguir remando e nos ajuda a crescer muito mais nesse esporte”, fala.
 
 
Para João Tomasini Schwertner, presidente da Confederação Pan-americana de Canoagem e também da Confederação Brasileira de Canoagem a estratégia auxilia países para desenvolver ainda mais o esporte. “Vejo como fundamental o Training Camp, recebemos todo o auxílio da Panam Sports que custeou o transporte, alimentação e hospedagem desses atletas, nós demos todo o suporte e tivemos um grande campeonato graças a presença desses 18 atletas. Vai ser mais bonito ainda ver eles participando dos Jogos Pan-americanos em Lima com uma estratégia e uma bagagem que eles adquiriam nesses dias em que ficaram no Brasil”, comenta.
 
Além da Canoagem a Panam Sports também está realizando esta ação em outras modalidades esportivas pelo continente, a Canoagem Velocidade terá uma ação semelhante entre os dias 03 e 12 de junho, e o técnico da equipe será o alemão Jochen Zühlke.

Filiações
Patrocínio
Apoio
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube