Notícia
09/12/2019 03:12
Pan de Canoagem Oceânica termina com vitória brasileira
Com grande disputa entre as nacionalidades presentes, os brasileiros levaram a melhor no downwind. O evento foi realizado em Salvador na Bahia e marcou como sendo a primeira edição da competição

FOTOS: André Luiz | Nicole Sabback  - TEXTO APOIO: Jefferson Sestaro


Terminou no último domingo (08) a primeira edição o Campeonato Pan-americano de Canoagem Oceânica que estava sendo realizado desde o dia 06 em Salvador na Bahia, os donos da casa fizeram bonito e terminaram em primeiro lugar. Com aproximadamente 100 atletas competindo nas disputas individuais e 40 atletas competindo em duplas, as disputas entre os 4 países representantes das Américas partiram do Farol de Itapuã em direção ao Porto da Barra, passando pelo Farol da Barra, totalizando 23 km de percurso.
 
A previsão otimista de muito vento e ondas durante o final de semana se concretizou e foi a cereja do bolo para a realização do primeiro evento da modalidade. O vento rondava cerca de 30 km/h e ondas de aproximadamente 2 metros favoreceram o aproveitamento das ondas formadas pelo vento em alto mar. Entre as nações que disputaram o título estavam Brasil em sua maioria, Argentina, Chile e Saint Marteen, do Caribe.
 
Grande favorito por ser o campeão brasileiro antecipado, o atleta da Marinha do Brasil, Luiz Wagner Pecoraro manteve a hegemonia e sagrou-se o grande campeão com o tempo de 1h35m10s, seguido por José Marcos Mendes Filho e Alexandre Felipe do Nascimento Ferreira. No feminino, a grande campeã foi Rafaela Nascimento, que também já havia garantido o título brasileiro antecipado, seguida por Carmen Lucia da Silva e Mariana Muriel Falconi. A Paracanoagem também esteve presente no mesmo percurso e teve como campeão Uilian Ferreira Mendes, seguido por Mario Ferreira de Queiroz e Daniel Bueno Dias.
 
Na disputa por duplas os atletas da Marinha Luiz Wagner Pecoraro e Luciano Ponce Judice garantiram o primeiro lugar, seguidos de Alexandre Felipe do Nascimento Ferreira e Marllon da Silva Teixeira Pinto e completando o pódio, no feminino mais uma dupla da Marinha do Brasil Rafaela Nascimento e Roberto Maehler subiram para levantar os troféus de campeões em duplas. Inclusive, o troféu oferecido pela organização aos vencedores foi um grande destaque no evento. Confeccionado em madeira, refletia a embarcação Surfski com um remo e seus dizeres sobre o evento.
 
 
Com a finalização do Pan-americano, que também somou pontos ao Campeonato Brasileiro 2019 da modalidade excluindo pontuação dos estrangeiros, os campeões brasileiros no individual já haviam se confirmado, deixando em aberto somente a disputa dos duplos. Os campeões do ano foram a dupla Hiel Gesã Peres de Queiroz e Mayko Lucena Assipal. Na disputa acirrada anual por equipes a Associação de Canoagem Oceânica de Angra dos Reis – ACOAR, sagrou-se a equipe vencedora com 5835,5 pontos, seguida por Associação Turma do Remo – ATR e Associação Caiakagem de Brasília – ACKC.
 
Com organização da galeria Vivá e ABASKI (Associação Baiana de Surfski) e supervisão da CBCa – Confederação Brasileira de Canoagem Oceânica e da COPAC – Confederação Pan-Americana de Canoagem Oceânica, foram dois dias de prova com atletas de 15 a 65 anos, aproximadamente 140 atletas competiram em Salvador.

Filiações
Parceiros
Apoio
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus Facebook Flickr Youtube