Notícia
07/10/2019 03:10
IMEL é a melhor equipe no Brasileiro de Canoagem Slalom em Foz
A associação prata da casa fez o maior número de pontos no campeonato. Ana Sátila, Pedro Gonçalves e Felipe Borges conseguem manter o favoritismo e no Extremo Fábio Rodrigues levou a medalha de ouro

FOTOS: Fábio Canhete - Canoagem Brasileira


Com 1575 pontos, o Instituto Meninos do Lago mais uma vez é a associação que mais pontou no Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom, desde 2010 o IMEL mantém o topo do ranking. O evento realizado no Canal Itaipu terminou neste domingo (06) e contou com a presença de aproximadamente 100 atletas. Ana Sátila garantiu garantiu a medalha de ouro tanto no K1 quanto no C1, Felipe Borges também leva a melhor na canoa, Pedro Gonçalves imbatível no caiaque masculino mas no Canoagem Slalom Extremo Fábio Rodrigues levou a melhor.
 
Na prova do K1 Feminino teve o pódio completo com canoístas pratas da casa, Ana Sátila levou a melhor, ela concluiu o percurso em 96.35 segundos. Omira ficou em segundo lugar, já Ana Paula Fernandes Castro levou o bronze com 181.49s. As canoístas são do Instituto Meninos do Lago de Foz do Iguaçu/PR.
 
Pela final do C1 Feminino, Sátila teve três toques na sua descida final, mesmo assim conseguiu ser a mais rápida na água fechando o tempo de 122.14s, sua irmã Omira Estácia chegou próximo e ficou apenas 1.26s de diferença e levou a medalha de prata, quem garantiu o bronze foi Beatriz da Motta da APEN – Associação Pirajuense de Esportes Náuticos de Piraju/SP. “Essa é a 11º vez que eu sou campeã no K1 e 7º vez no C1, agradeço a todos que me apoiam e torcem por mim”, diz Sátila.
 
Pedro Gonçalves venceu com facilidade o K1 Masculino, o atleta da APEN concluiu a descida pelas 23 balizas sem tocar, ele fez o tempo em 87.55s. Guilherme Rodrigues (IMEL) finalizou o percurso em 92.12s e a terceira colocação quem garantiu foi Murilo Sorgetz da ASTECA – Associação Trêscoroense de Canoagem – Três Coroas/RS com o tempo de 98.66s. “Mais difícil de chegar no topo é se manter, e eu hoje consegui meu 10 título brasileiro, já são 10 anos ganhando o titulo nacional”, comenta Pepe.
 
No C1 Masculino quem levou a melhor foi Felipe Borges (IMEL), o canoísta terminou o percurso em 95.74s sem ter nenhum toque, Charles Corrêa (APEN) ficou em segundo lugar (97.85) e Leonardo Curcel (IMEL) em terceiro.
 
Os resultados completos você pode acessar aqui.
 
Fábio Rodrigues é campeão na Canoagem Slalom Extremo
Em uma disputa acirrada, Fábio Rodrigues (IMEL) foi o melhor na Canoagem Slalom Extremo, o canoísta venceu Pedro Gonçalves (APEN) que é o número um no ranking internacional da modalidade, Pepe garantiu a segunda colocação, em terceiro lugar André Luis de Paula (ATICA).
 
 
Na disputa feminina Maria Eduarda Morais foi a mais rápida ela dividiu o pódio com Gabriele Aparecida dos Santos que ficou em segundo e Poliana Sofia em terceiro, o trio representa o Instituto Meninos do Lago.
 
IMEL é a melhor equipe pela 10ª vez
Com 1575 pontos, o Instituto Meninos do Lago – IMEL foi a associação que mais pontuou no campeonato, ela ficou a frente da APEN – Associação Pirajuense de Esportes Náuticos que conquistou 475 pontos e da ASTECA – Associação Trêscoroense de Canoagem com 125. Ao todo seis times enviaram atletas para a competição.
 
Hoje, o IMEL abriga atletas de ponta e também aqueles oriundos do projeto social Meninos do Lago, é um projeto com selo da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) e recebe todo o suporte da Itaipu. “Todos os resultados reforçam o nosso compromisso em continuar apoiando tudo que já vem sendo realizado nesta iniciativa, e darmos mais condições de desenvolvimento e ampliar, como já está sendo feito, a oferta de vagas”, afirmou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna.
 
Inclusão na arbitragem
Um dos diferenciais desta edição do Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom foi a inclusão de atletas locais da Paracanoagem do IMEL na arbitragem, os cadeirantes fizeram o curso oferecido pela entidade no último mês. Eles ajudaram a formar um time 100% local na averiguação das provas. “Acho que essa foi a primeira vez que contamos com uma arbitragem inclusiva”, comenta Mayara Cordeiro Lapczyk, chefe de arbitragem da Canoagem Slalom.
 
Trabalhando no setor de largada a Aline Priscila Barti gostou da experiência, “Eu acho muito bacana essa parte de inclusão, como estamos sempre treinando junto com a Canoagem Slalom a gente acaba pegando paixão por essa modalidade e é sempre bom poder ajudar”, comenta.
 
O Isac Alves Cardoso trabalhou como auxiliar de setor “A inclusão do cadeirante no esporte em si é um sinal de respeito, isso demonstra que nós podemos caminhar juntos”, diz.
 
2ª Etapa da Copa Brasil, pela segunda divisão aconteceu na última sexta (04)
Os atletas iniciantes também competiram em Foz do Iguaçu/PR, o IMEL também levou a melhor e fez 1900 pontos na competição, em segundo a ICAC de Itiquira/MT com 500 pontos e em terceiro a ATICA de Tibagi/PR que fechou com 325. Os resultados completos você pode conferir clicando aqui.   
 
Evento fez parte do Jogos de Aventura e Natureza
A competição fez parte do cronograma de eventos da 3ª Etapa dos Jogos de Aventura e Natureza que está acontecendo na região oeste do estado do Paraná. Organizado pelo Governo do Estado do Paraná, várias disputas entraram para o cronograma como provas de Canoagem Velocidade, Corrida de Aventura, Futebol das Estrelas, Moutain Bike, Balonismo, entre outros. “Um sucesso se deve a todos vocês, as confederações, federações, apoio de todos os municípios, estamos fomentando o turismo na região com o apoio do Governo do Estado e da Itaipu Binacional”, fala Thiago Campos coordenador geral dos Jogos Aventura e Natureza.
 
“Com a parceria do Governo do Estado conseguimos duas excelentes competições, semana passada na Canoagem Velocidade e agora o Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom dentro do cronograma dos Jogos de Aventura e Natureza, para nós a parceria foi de fundamental importância, realizamos dois belos eventos com uma excelente estrutura. É uma parceria que inicia e com certeza irá crescer mais ainda", fala João Tomasini Schwertner, presidente da Confederação Brasileira de Canoagem – CBCa
 
 
Um estímulo aos competidores sempre é a busca de garantir uma boa colocação no ranking nacional. Ele define a escolha das Bolsas Atletas Nacional, em nível estadual e também em alguns casos, como de Foz do Iguaçu, municipal. Os recursos são pagos para os atletas que conseguirem bons índices. O ranking é uma somatória de participações nas competições do calendário nacional. No caso do Campeonato Brasileiro que acontece neste fim de semana, os pontos são dobrados.
 
Quer conferir as fotos do evento? É só acessar aqui

Filiações
Patrocínio
Apoio
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube