Notícia
22/02/2019 03:02
Equipe Brasileira participa do Australian Open e Oceania Open
Os atletas contam neste ano com mais um reforço na equipe.

Durante os dias 15, 16 e 17 de fevereiro de 2019 foi realizado na cidade de Penrith na Austrália o Australian Open de Canoagem Slalom 2019, contando com a presença de mais de 250 atletas de 30 países.
 
A equipe brasileira está formada pelos atletas Pedro Henrique Gonçalves (Pepe), Guilherme Schena Dias Rodrigues e Mathieu Desnos na categoria K1 masculino, já na categoria C1 segue o atleta Felipe Borges Da Silva. Nas categorias K1 e C1 feminino Ana Satila e Omira Estacia Neta, irmãs dedicadas ao esporte. O técnico e chefe da equipe brasileira é Cássio Ramom Petry.
 
A equipe se encontra em Penrith desde o final do mês de janeiro, realizando de dois a três treinos no canal artificial Penrith Whitewater Stadium e mais a preparação física (musculação e corrida).
 
O objetivo da equipe é fazer sua preparação pensando nas competições futuras, que exigem cada vez mais de nossos atletas, sendo de fundamental importância este ano de 2019. Um dos motivos da equipe se deslocar para Austrália para treinar é que as principais equipes e atletas do circuito internacional estão lá treinando e competindo.
 
A equipe brasileira fez boas descidas durante o Australian Open. Ana Satila, um dos destaques da equipe, conseguiu a medalha de ouro no C1 sub-23 e prata no C1 open, ficando há apenas 0,33 segundos da atleta australiana, e umas das melhores da atualidade, Jéssica Fox. Ana Satila na categoria K1 cometeu alguns erros técnicos não chegando a semifinal.
 
O atleta Mathieu Desnos, primeira vez competindo pelo Brasil e namorado da Ana Satila, conseguiu outra semifinal para o Brasil onde o mesmo sofreu uma penalidade de 50 segundos, tirando qualquer chance de passar a final da competição. Pedro Henrique (Pepe) por 1 centésimo de segundo não passou da classificatória pra semifinal.
 
“Foi um bom teste para nós competir aqui logo no começo da temporada com os melhores atletas do mundo, já podemos saber como estamos e o que precisamos trabalhar daqui para frente” – afirmou o técnico Cássio. A equipe brasileira está em ciclo de força máxima, normal nesta época onde os atletas estão mais ‘travados’ pelo volume de treinos feitos dentro e fora da água, mas todos estão contentes com o trabalho que vem sendo aplicado, sabendo que podem brigar lá na frente por posições no circuito internacional.
 
A equipe ficará até o final de março na Austrália em treinamentos, o que será de fundamental importância para equipe se preparar para a temporada de 2019 na Canoagem Slalom.
 
E neste final de semana, de 22 a 24 de fevereiro, acontece também na Austrália o Oceania Open, campeonato que a equipe brasileira irá mais uma vez demonstrar sua garra em busca de medalhas. Acompanhe o evento através dos resultados on-line, que podem ser encontrados no site oficial clicando aqui.

Governo do ParanáSaneparJMaluceliBolsa AtletaComitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro International Canoe Federation Pan American Canoe Federation Confederacion Suramericana de Canotaje Banco Nacional do Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte GE Itaipu Binacional Governo Federal
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube