Notícia
22/05/2020 04:05
Curso de assédio e abuso no esporte será pré-requisito na CBCa
A partir de 2021, todos os atletas, técnicos, presidente de clubes, presidentes de federação, árbitros, colaboradores, entre outros membros do cenário da Canoagem Brasileira terão que apresentar o certificado de Conclusão do curso elaborado pelo COB

A Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) decidiu que a partir de 2021 o curso de Prevenção e Enfrentamento ao assédio e abuso no esporte elaborado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), passa a ser pré-requisito para a participação de eventos da Canoagem Brasileira, todos os profissionais envolvidos, atletas, técnicos, presidente de clubes, presidentes de federação, árbitros, colaboradores, entre outros membros do cenário da Canoagem Brasileira terão que apresentar o  certificado de conclusão do curso.
 
Em formato EAD – Ensino a distância, este curso está sendo disponibilizado pelo Comitê Olímpico do Brasil, por meio do Instituto Olímpico Brasileiro, e tem como o grande intuito o fortalecimento de todos atletas e aqueles que podem se encontrar em sinais de fragilidade em relação a qualquer tipo de assédio e/ou abuso no esporte brasileiro.
 
 
Lançado no último dia 13 de março, em formato de ensino a distância (EAD), o PEAAE já atraiu ais de 3.000 profissionais do esporte, sendo mais de 750 atletas e ex-atletas. O objetivo do curso é mostrar como o assédio e o abuso podem se manifestar no meio esportivo, de que forma é possível reconhecer seus sinais e como as organizações podem enfrentar essas práticas, além de explicar ações de prevenção, denúncia, enfrentamento e acolhimento às vítimas.
 
 
A Confederação Brasileira de Canoagem é a primeira entidade a exigir a obrigatoriedade do curso como pré-requisito nas suas atividades, a ação pretende ser mais uma ferramenta para coibir abusos no esporte. Uma das principais marcas do PEAAE tem sido a adesão de atletas e profissionais de todas as faixas etárias, desde os que estão iniciando suas carreiras até aqueles que já construíram uma brilhante trajetória no esporte.
 
“Discutimos essa medida com o nosso Conselho Administrativo da entidade, os membros foram unânimes na aprovação, é um passo muito importante que estamos fazendo porque desta forma todos terão acesso as informações e principalmente como prevenir essa situação que muitas vezes desfoca o real fundamento da prática esportiva”, comenta João Tomasini Schwertner, presidente da Confederação Brasileira de Canoagem. A CBCa apoia a Carta Olímpica e pelo seu código de Ética, art. 5º reforça que é contra qualquer tipo de ato tempestivo ou descabido a este respeito.
 
 
A CBCa já conta com um canal de denúncias
Desde 2018 a CBCa criou um canal de ouvidoria para receber denúncias, a qual foi aprimorada, em 2019, ele possibilita que as sugestões, elogios e denúncias ou reporte de fatos sejam realizadas de forma anônima e fácil pelos colaboradores, permitindo que a administração da entidade tenha ciência de todos os fatos, investigue e previna fraudes, roubos, e condutas antiéticas que não traduzam o ideal da empresa.
 
Para denunciar com sigilo e segurança, ao identificar ou suspeitar de algum desvio de conduta  é possível fazer através do e-mail para cbca@legaletica.com.br ou acessar esse  [link direto da denúncia]. Ressalta-se que quaisquer informações serão recebidas por um profissional especializado, que encaminhará a análise para averiguação. Não há necessidade de identificação do denunciante, e pode-se acompanhar o andamento da denúncia através do número de protocolo recebido após o envio da denúncia.












Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus