Notícia
05/07/2022 06:07
Começou nesta terça (05) o Mundial Júnior & Sub-23 de Canoagem Slalom
A competição acontece em Ivrea na Itália e vai até o domingo (10), ao todo serão 585 atletas de 45 países, o Brasil conta com seis canoístas na disputa.

Foto: CBCa


Semana intensa de competições em Ivrea na Itália, começou nesta terça-feira (05) o Mundial de Canoagem Slalom Júnior & Sub-23 2022. Os brasileiros já estão na cidade italiana há alguns dias, serão seis competidores na água: Kauã da Silva, Murillo Sorgetz, Guilherme Rodrigues, Victor Eduardo Carneiro Gomes, Omira Estácia e Beatriz da Motta. Ao todo são 585 atletas de  45 países no evento, as provas irão até o domingo (10).

A disputa acontece no “Stadio dela Canoa”, o percurso de aproximadamente 240 metros. Neste primeiro dia o Brasil entrou na água pelo K1 Masculino Sub-23 por equipes com os atletas Murillo Sorgetz, Victor Eduardo Carneiro Gomes e Guilherme Rodrigues e garantiu a 13ª colocação.

Na quarta-feira (06) em diante acontecem as provas individuais, Omira Estácia irá disputar três categorias: K1 e C1 Feminino Sub-23 e também entrará na água pelo K1 Extremo Sub-23. Para ela a pista de Ivrea é muito difícil, tem uma parte mais rápida e outra um pouco mais técnica, por isso chegar com bastante antecedência foi importante para reconhecer bem o local. Omira comenta que cada disputa tem suas características, mas ela tem uma preferência especial:
“Gosto de todas cada uma traz uma sensação diferente, mas no momento estou gostando mais do K1”, comenta.
Beatriz da Motta também disputará o K1 Extremo e o C1 Feminino Sub-23. Há duas semanas ela conseguiu uma medalha de bronze no Aberto Europeu de Canoagem Slalom realizado no mesmo canal, isso a deixa mais confiante no caminho para o pódio.
“Com certeza saio mais confiante para o Mundial por ter conseguido uma medalha aqui. Eu tive nessa pista em 2018 e na época achei bem difícil, agora neste ano me sinto com mais nível técnico e muito mais experiência e buscarei um resultado bem melhor”, fala Bia.
Ao lado das meninas, uma aspirante a treinadora correndo lado a lado e buscando passar toda sua experiência adquirida, Ana Sátila. Depois de ter competido em por várias semanas na Europa ela não pensou duas vezes e veio acompanhar o Mundial em Ivrea.
“Eu estou dando o meu máximo para ajudar as meninas, eu tenho muita coisa para contribuir para dar um bom resultado, principalmente nesse canal que eu conheço bem. Está sendo incrível trabalhar com elas e ficar fora da água assistindo está sendo uma experiência muito boa”, comenta Ana.
 
No K1 Masculino Sub-23 teremos dois representantes: Murillo Sorgetz e Guilherme Rodrigues. Em sua penúltima edição, Sorgetz quer buscar uma boa descida, tentar ficar entre os 10 primeiros colocados e está focado para buscar esse resultado, ele relembra 2018 quando chegou perto deste objetivo.
“Estive aqui em 2018 e tive um bom resultado, fiquei em 11º lugar no K1 Masculino Júnior, agora me sinto melhor preparado e com mais experiência e acredito que o resultado vai ser melhor”, explica.
O K1 Masculino Júnior o atleta Victor Eduardo Carneiro Gomes, natural de Tibagi no Paraná, desde 2015 mora na França. Seu padrasto, Alain Jourdant França está com ele desde os três anos de idade e é um dos seus principais entusiastas no esporte. Essa será sua primeira competição internacional, apesar de morar na Europa ele quer continuar defendendo o seu país.
 
 
As provas estão sendo transmitidas pela Federação Internacional de Canoagem através do seu site, o link você pode conferir abaixo:
 
Equipe Brasileira na Itália
Atletas
Murillo Sorgetz
Omira Estácia Neta
Beatriz da Motta
Guilherme Rodrigues
Kauã da Silva
Victor Eduardo Carneiro Gomes
 
Equipe Técnica
Ettore Ivaldi
Ricardo Martins Taques
Alain Jourdant França









Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus