Notícia
21/07/2020 04:07
Canoagem Slalom retorna os treinos no Rio de Janeiro
Com a reabertura do Parque Radical de Deodoro e do Centro de Treinamento Maria Lenk, seis atletas estão na capital carioca, existem novas regras sanitárias que serão respeitadas para a realização dos treinamentos

A Equipe Nacional Permanente de Canoagem Slalom já retornou ao Rio de Janeiro, ao todo serão seis atletas e dois técnicos nesse primeiro momento, o retorno foi garantido graças as medidas sanitárias propícias e também a reabertura do Centro de Treinamento Maria Lenk do Comitê Olímpico do Brasil e o do Parque Radical de Deodoro, mantido pela Prefeitura do Rio de janeiro. A Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) irá garantir todo o material de higienização, hospedagem, alimentação e plano de saúde para toda a equipe.
 
O novo normal começou na última segunda-feira (20) para os canoístas, Ana Sátila, Omira Estácia, Mathieu Desnos, Felipe Borges, Pedro Gonçalves e Charles Corrêa além equipe técnica Cassio Ramon Petry e Ricardo Taques. A rotina de treinos no Parque Radical de Deodoro já começou, aberto pela Prefeitura do Rio de Janeiro na última semana, os canoístas já puderam dar as primeiras remadas.
 
"Há mais ou menos um mês, quando começaram a conversar sobre a possibilidade real dos espaços reabrirem, passamos a treinar até com mais vontade. E agora chegar aqui e poder retornar é muito bom, estamos seguindo todas as medidas sanitárias, afinal treinar com muita segurança", comenta Ana Sátila.
 
 
Em um acordo entre a CBCa e a Subsecretaria do Legado Olímpico da Prefeitura do Rio, foi estipulado que os atletas terão horários exclusivos para treinamentos, por se tratar de um esporte individual e os atletas terem seus equipamentos particulares as condições de segurança e distanciamento será seguida. O deslocamento será realizado com carro particular entre a moradia e os locais de treinamentos, as refeições serão feitas em casa. Todos os atletas e treinadores cumprirão as exigências estipuladas pelos órgãos de saúde da prefeitura do Rio de Janeiro, assim como os protocolos de segurança e prevenção do COB e da CBCa. "Poder retomar o trabalho com a companhia da equipe multidisciplinar era o que eu estava esperando fazia quatro meses", comenta o canoísta Pedro Henrique Gonçalves.
 
O retorno ao Centro de Treinamento Esportivo Maria Lenk será gradual, a equipe de Canoagem Slalom passará nesta terça-feira (21) pelo teste do COVID-19, eles serão monitorados pela equipe do Comitê Olímpico do Brasil.
 
 
“A implementação foi colocada em prática com toda a rigidez em relação à triagem, higienização de equipamentos, distanciamento social e turnos de ocupações das salas. Todas as normas que foram estabelecidas estão sendo observadas e a gente segue aprimorando esses controles nos próximos dias para oferecermos as melhores condições de segurança para os nossos atletas”, afirmou o Diretor de Esportes do COB, Jorge Bichara.
 
Todos os atletas e o corpo técnico contarão com um plano de saúde pago pela Confederação Brasileira de Canoagem, a entidade realizou diversas reuniões administrativas e consultas aos órgãos municipais junto com a Secretaria do Legado Olímpico do Rio de Janeiro e também com a área técnica do COB para avaliar as condições de segurança para o retorno dos treinos.












Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus