-->
Notícia
12/03/2013 09:47
Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem reúne estrelas do esporte na USP
Modalidades são esperanças de medalha para o Brasil nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

A Raia de Canoagem e Remo da USP (Universidade de São Paulo) recebe, entre os dias 12 e 15 de dezembro, o Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2013. Estão confirmados mais de 400 atletas de diversos estados do país, entre eles os atuais campeões mundiais Isaquias Queiroz, Fernando Fernandes e Caio Ribeiro. O evento também será classificatório para os eventos internacionais das modalidades no início de 2014 e terá transmissão ao vivo no SPORTV no dia 15/12, das 11h30 às 12h30.
 
A competição fecha os calendários de 2013 da Canoagem Velocidade e da Paracanoagem, que tiveram um ano histórico de muitas conquistas, dentre elas muitas inéditas, demonstrando a evolução e preparação da Canoagem Brasileira para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.
 
Além de Isaquias, Fernando e Caio, também estão confirmados nomes importantes do esporte como a dupla do C2 Masculino, Erlon Souza e Ronilson Oliveira, representantes do Brasil em Londres 2012 e também vistos como grandes esperanças de medalhas no Rio 2016.
 
Outros grandes atletas complementam a lista como Edson Isaias, campeão dos Jogos Pan-americanos Rio 2007 no K4 Masculino, e do Pan-americano de Porto Rico 2013 no K2 Masculino com Hans Mallmann, que também vai correr na raia da USP. Destaque também para os irmãos Gilvan e Givago Ribeiro, bronze no K2 Masculino nos Jogos Pan-americanos do México, em 2011, e nas promessas da categoria Canoa, Maico Ferreira, e do Caiaque, na categoria Cadete, o campeão do K1 Masculino dos Jogos Sul-americanos da Juventude 2013, Gilmar Gomes.

 
Classificações: Para Jogos Sul-americanos de Santiago, de 7 a 18 de março de 2014, serão 17 vagas disponíveis na categoria Sênior. Existe a possibilidade de atletas Júnior conseguirem vagas, mas apenas se fizerem tempos melhores que os Sênior. É necessário obter o índice mínimo de tempo estipulado pela Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) para cada prova no Campeonato Brasileiro. O Campeonato também qualifica para o Sul-americano de Montevidéu, Uruguai, de 11 a 13 de abril de 2014, e para a 1.ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade de 2014, em Milão, Itália, de 2 a 4 de maio. Ainda não há previsão de quantidade de vagas para essas competições.
 
O evento também será importante para a composição da Equipe Permanente de Canoagem Velocidade, que fica concentrada no Centro de Treinamento de Canoagem Velocidade do Yacht Club Paulista, na represa de Guarapiranga. São 35 vagas divididas nas categorias Júnior, Sub-23 e Sênior, entre Canoa e Caiaque. No Campeonato Brasileiro os atletas que já são da seleção serão avaliados, exceto aqueles cuja vaga está garantida em competições anteriores.
 
História do esporte: Em setembro, um artigo do ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, lembrou que a canoagem já era familiar aos brasileiros antes mesmo de o país se chamar Brasil: Daí porque o agora esporte olímpico da canoagem talvez seja, ao lado de seu parente remo, o mais genuinamente brasileiro, originado entre nós das ubás esculpidas na casca do jutaí.”
 
Entretanto, foi um europeu, o escocês John Mac Gregor, quem inventou, na contemporaneidade o uso do caiaque no esporte. A primeira regata conhecida ocorreu na Bélgica, em 1877. Hoje, a maioria dos caiaques e canoas é fabricada com materiais modernos que permitem às embarcações maior estabilidade, durabilidade e resistência.
 
A Canoagem Velocidade foi a primeira modalidade da canoagem a se tornar olímpica, nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936. Aqui, os registros mostram o início do esporte com o alemão José Wingen, em1943. Porém, o desenvolvimento do esporte se deu apenas nas décadas de 1970 e 1980, com a chegada de caiaques da Europa que serviram de molde para os que viriam a ser fabricados aqui. A CBCa (Confederação Brasileira de Canoagem), atualmente com sede em Curitiba, foi fundada em 1988 com quatro associações filiadas. Apesar de sua pouca idade, vem conseguindo resultados expressivos nacional e internacionalmente.

 
Atletas como Isaquias Queiroz, Erlon de Souza e Ronilson Oliveira, que tiveram vitórias importantes em competições mundiais sob o comando do técnico espanhol Jesús Morlán, vieram da preparação de Pedro Senna. Senna trouxe muitos jovens atletas da canoa da Bahia, terra reveladora de grande talentos por meio dos trabalhos da Associação Cacaueira de Canoagem e Federação Baiana de Canoagem.
 
O BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) é o patrocinador oficial da Canoagem Brasileira e tem sido decisivo no crescimento do esporte no país. A canoagem também conta com os apoios significativos do Ministério do Esporte, Comitê Olímpico Brasileiro, Comitê Paralímpico Brasileiro e Itaipu Binacional.


Mais informações sobre o evento em: http://www.canoagem.org.br/evento/index/eventos_id/596

Comitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro International Canoe Federation Internation Rafting Federation Pan American Canoe Federation Confederacion Suramericana de Canotaje International Va'a Federation Banco Nacional do Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte Itaipu Binacional Bolsa Atleta
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 7º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-922
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus