Notícia
30/05/2022 06:05
Brasileiro de Canoagem Slalom e K1 Extremo inaugura o novo Canal Tibagi
A nova estrutura foi inaugurada oficialmente neste domingo (29), o local será um grande aparelho esportivo no desenvolvimento da modalidade. Foram três dias de provas que mobilizaram 100 atletas.

FOTOS: Yuri Marinho - CBCa


Terminou neste domingo (29), o Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom e Canoagem Slalom Extremo que está sendo realizado em Tibagi no Paraná. Ao todo 16 categorias foram disputadas, o Instituto Meninos do Lago (IMEL) foi a equipe que mais pontuou no evento, fazendo 1075 pontos, em segundo lugar a Associação Tomaziense de Canoagem (ATOCA) com 400 pontos, em terceiro a entidade prata da casa Associação Semeando Sonhos com 375.
 
Guilherme Schena Rodrigues (IMEL) levou duas medalhas de ouro, uma no K1 Masculino Sênior e no K1 Masculino Extremo Sênior. O seu primeiro pódio veio depois de fazer o tempo de 75.34 segundos na final do caiaque, sua descida foi limpa sem penalidades. Ele foi 4.76s mais rápido que o segundo colocado Murillo Sorgetz (ASTECA) que completou o percurso em 80.10 segundos. Já a medalha de bronze ficou com Guilherme Mapelli (ASTECA) (82.20s)
 
“Foi uma prova sensacional, em um lugar novo que vai ser de grande importância para a Canoagem Brasileira, esse canal está excelente para a criançada, pra nós, para o nosso ciclo de campeonatos nacionais que vai ser super importante. Foi uma prova simplesmente fantástica”, fala.
 
A medalha no K1 Extremo chegou no final da tarde deste domingo (29), Guilherme dominou a prova do início ao fim, ele largou bem, Murilo Sorgetz chegou brigou bastante na água e colou no primeiro colocado, mas acabou em segundo. Já o terceiro colocado foi André Luis de Paula (Semeando).
 
Omira Estácia (IMEL), volta pra casa com três medalhas, sendo duas de ouro e uma de prata. No K1 Feminino Sênior apesar de ter três penalidades ela foi imbatível e garantiu o primeiro lugar, depois de fechar o seu tempo geral em 96.23s, a prata da categoria ficou com Beatriz da Motta (APEN) e o bronze com Maria Eduarda Morais (IMEL). O segundo ouro de Omira foi no K1 Extremo, onde Marina Souza Costa (IMEL) levou a prata e Beatriz da Motta (APEN) com o bronze.
 
 
No C1 Feminino Sênior o lugar mais alto no pódio ficou com Beatriz da Motta (APEN), ela concluiu o percurso em 92.58s, a prata ficou com Omira Estacia e o bronze com Poliana Sofia, atletas do IMEL. “A prova foi muito boa, ontem não tinha remado também, mas hoje fiz o meu melhor. Eu entrei de cabeça no campeonato e o resultado saiu com uma final perfeita”, fala Bia.
 
Pela disputa do C1 Masculino Sênior o campeão foi Charles Corrêa (APEN), ele garantiu o tempo de 80.56 segundos nas corredeiras do Canal Tibagi, em segundo lugar ficou Kauã da Silva (APEN) com 80.79s, em terceiro Felipe Borges (IMEL), 84.88s.
 
“ Muito contente em ter participado de mais um brasileiro e ainda mais em levar uma medalha de ouro pra casa, depois de um ano parado. Estou voltado agora com força total, graças a Deus deu tudo certo e estou muito feliz e obrigado pela torcida”, diz Charles.
 
 
O campeonato contou com a transmissão do Canal Olímpico do Brasil, teve a realização da Confederação Brasileira de Canoagem, Governo do Estado do Paraná através dos Jogos de Aventura e Natureza e também da Prefeitura Municipal de Tibagi. Patrocínio da Klabin e do Hotel Itagy, a organização é da FEPACAN – Federação Paranaense de Canoagem e da Associação Semeando Sonhos e contou com apoio do Comitê Olímpico do Brasil.
 
Canal Tibagi foi oficialmente inaugurado
Contando com a presença de diversas autoridades estaduais e municipais, foi inaugurado o novo Canal Tibagi de Canoagem Slalom. Com investimento de R$ 1.189.779,04, o convênio foi firmado em 2018.
 
“Quando assumimos a CBCa no final do ano passado viemos com uma grande missão, de manter e aprimorar os resultados obtidos pelos nossos atletas de alto rendimento, mas também de desenvolver a nossa base e popularizar o esporte, oportunizando seu acesso a toda a população. e tenho certeza que esse canal será importantíssimo nesse processo”, fala o presidente da CBCa Rafael Girotto.
 
 
O canal semiartificial de Canoagem Slalom de Tibagi tem 250 metros de extensão, as corredeiras são de Classe II e III, com volume aproximado de 20 metros cúbicos. Trata-se de uma obra barata, com baixo custo de manutenção, e que irá trazer benefícios tanto para o esporte quanto para o turismo. Será uma opção de treinamento de baixo custo para equipes do Brasil e do mundo, e para atletas de nível internacional.
 
O Prefeito de Tibagi, Artur Butina, agradeceu primeiro a Deus pelo Rio Tibagi que dá nome só município e por todas as belezas naturais que fizeram a cidade receber o título de capital paranaense do esporte de aventura. A ideia do novo canal de canoagem é transformar Tibagi em um polo para o recebimento de atletas e isso irá gerar emprego e renda para vários tibagianos, fala.









Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus