Notícia
23/07/2018 02:07
Brasil volta pra casa com ouro no Mundial Jr & Sub-23 de Canoagem Slalom
Medalha foi conquistada por Ana Sátila no K1 Extremo Cross Sub-23, outros bons resultados também foram obtidos durante a semana de provas em Ivrea na Itália

Com mais uma medalha no peito Ana Sátila soma seu quinto pódio na temporada 2018. O feito foi conquistado no último sábado (21), durante a disputa do Mundial Júnior & Sub-23 que aconteceu em Ivrea na Itália na prova do K1 Extremo Cross Sub-23, modalidade que ainda não é olímpica. Contando com 11 atletas na competição o Brasil chegou em importantes finais, como a de Guilherme Rodrigues no K1 Masculino Júnior que garantiu a 8º colocação e Omira Estácia no K1 Feminino Sub-23, que terminou a prova no 6º lugar.
 
Além disso Ana Sátila e Omira Estácia conseguiram chegar na final do K1 Extremo Cross Sub-23. Na disputa em família quem se deu melhor foi Sátila que dominou a prova do início ao fim e conquistou o ouro, a única medalha brasileira no campeonato e a quinta da brasileira na temporada 2018, Omira garantiu a 4ª colocação. Pela categoria Júnior do K1 Extremo Cross Feminino, Beatriz da Motta não passou das classificatórias.
 
As duas irmãs ainda disputaram a final do K1 Feminino Sub-23, mas dessa vez a irmã caçula foi melhor e fez o 6º tempo com 97.86 segundos. Sátila não fez uma boa descida e acabou tendo três penalizações onde não passou pelas balizas “4, 10 e 12”, com isso ficou em 10º lugar, outra brasileira na disputa, Marina Souza ficou na primeira fase da competição.  No C1 Feminino Sub-23, Omira ficou nas semifinais, Ana Sátila fez o melhor tempo na semifinal e na disputa pela final chegou em 6º lugar. “Tive muitos erros na canoa e no caiaque, furei algumas balizas que me deixaram fora do pódio, agora é avaliar os erros e buscar corrigi-los para as próximas provas”, comenta Sátila.
 
 
Descendo no K1 Masculino Júnior, Guilherme Rodrigues foi o único brasileiro na categoria a chegar a final, o atleta estava fazendo uma ótima descida com pouca diferença do barco mais rápido da prova, mas um toque na baliza número 13 e depois na 16 e 18 deixou o atleta com oitavo lugar. “Estava indo muito bem, fiz o segundo melhor tempo, infelizmente tive esses três toques, estive próximo do pódio”, diz. Nessa prova Murilo Sorgetz ficou nas semifinais, e por 23 centésimos ficou fora da final e Lucas Boretti ficou nas classificatórias e no K1 Masculino Sub-23, Guilherme Santo também ficou na primeira fase da competição.
 
No C1 Masculino Júnior, Kauã Silva ficou com 27º lugar e Gustavo Selbach Júnior em 29º lugar. Beatriz da Motta ficou nas classificatórias do C1 Feminino Júnior.
 
Prova por Equipes
Disputado no primeiro dia de provas, o Brasil garantiu a 4ª colocação no K1 Feminino Sub-23 com Ana Sátila, Omira Estácia e Marina Souza. No K1 Masculino Júnior os brasileiros ficaram em 20º lugar.
 
Equipe na Europa
 
Atletas
Ana Sátila
Omira Estácia
Gustavo Selbach Júnior
Kauã Silva
Guilheme Rodrigues
Lucas Boretti
Murilo Sorgetz
Guilherme Santo
Marina Souza Costa
Beatriz da Motta
Igor Siebel
 
Equipe Técnica
Cassio Ramon Petry - Técnico
Ricardo Taques – Auxiliar Técnico
Mathieu Damos – Auxiliar Técnico
Diorgines Antunes – Fisioterapeuta

Governo do ParanáSaneparJMaluceliBolsa AtletaComitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro International Canoe Federation Pan American Canoe Federation Confederacion Suramericana de Canotaje Banco Nacional do Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte GE Itaipu Binacional Governo Federal
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube