Notícia
10/07/2022 06:07
Brasil tem saldo positivo no Mundial em Ivrea
Em três categorias os atletas brasileiros ficaram entre os 10 melhores, ao todo seis canoístas disputaram o Mundial de Canoagem Slalom Júnior & Sub-23 que contou com a presença de 45 países

A semana foi agitada com grandes competições no Mundial de Canoagem Slalom Júnior & Sub-23 que aconteceu na cidade italiana de Ivrea, o Brasil contou com seis atletas na água e garantiu importantes resultados. Omira Estácia chegou em 5º lugar no K1 Feminino Sub-23, Guilherme Rodrigues foi o sexto colocado no K1 Extremo Sub-23 e Kauã da Silva chegou em 7º lugar no C1 Masculino Sub-23.
 
No domingo (10), último dia de competições, tiveram as provas do K1 Extremo, Na categoria Masculino Sub-23, Guilherme Rodrigues chegou na 6ª colocação geral, essa disputa também contou com mais dois brasileiros: Kauã da Silva que chegou em 47º e Murillo Sorgetz em 58º. Na disputa do K1 Extremo Masculino Júnior, Victor Eduardo Carneiro Gomes finalizou em 24º. Entre as mulheres, Omira Estácia acabou em 29º e Beatriz da Motta em 46º, ambas na categoria Sub-23.
 
A primeira final do Mundial aconteceu na sexta-feira (08), Omira Estacia garantiu a quinta colocação no K1 Feminino Sub-23. Na sua descida pela final ela fez uma prova sem nenhuma penalidade, com o tempo de 96.76 segundos acabou ficando na 5ª colocação, atrás das Eliska Mintalova da Eslováquia que ficou com o ouro, da francesa Emma Vuitton que terminou com a prata e de Monica Vilarrubla de Andorra que garantiu o bronze.
 
“Foi uma prova intensa, gostei por ter feito um percurso limpo sem ter nenhum toque, chegar em uma final de mundial sempre é motivo de muito orgulho e eu estou bem orgulhosa do meu resultado”, fala Omira.
 
No sábado (09), foi a vez de Kauã da Silva competir entre os finalistas. O atleta disputou a prova do C1 Masculino Sub-23 e ficou na 7ª colocação. O atleta fez o tempo de 94.84 segundos, essa é a primeira final em um mundial do canoísta.
“Estou muito feliz, não tenho nem como descrever, uma experiência muito boa de ir para a final. Esse resultado me dá cada vez mais confiança para as próximas competições vendo o meu potencial, agora é buscar disputar outras finais nas próximas competições”, fala Kauã.
 
A equipe foi liderada por Ricardo Martins Taques, ele contou com os olhos atentos também do treinador Ettore Ivaldi. Teco como é conhecido entre os atletas teve uma grande avaliação entre todos, em seu primeiro mundial como técnico ele avalia os resultados.
 
Brasileiros na água!
No C1 Feminino Sub-23 teve duas brasileiras na água, Omira Estácia e Beatriz da Motta, ambas ficaram na semifinal, sendo que Omira chegou em 14º lugar e Bia em 24º. Já no K1 Masculino Júnior, Victor Eduardo Carneiro Gomes também competiu a semifinal e ficou em 32º lugar.
 
Guilherme Rodrigues e Murillo Sorgetz também entraram na água na Itália, ambos competiram a semifinal do K1 Masculino Sub-23, Guilherme Rodrigues teve o melhor desempenho, também concluiu o percurso com 22 balizas sem realizar nenhum toque e teve o tempo de 85.69 segundos, terminando na 13ª colocação. Sorgetz teve um toque no obstáculo 04 e por isso foi acrescentado 2 segundos ao seu tempo final que foi de 88.09 segundos, com esse resultado finalizou na 24º posição. Ao todo são 585 atletas de  45 países no evento que terminou no domingo (10).
 
 
Equipe Brasileira na Itália
Atletas
Murillo Sorgetz
Omira Estácia Neta
Beatriz da Motta
Guilherme Rodrigues
Kauã da Silva
Victor Eduardo Carneiro Gomes
 
Equipe Técnica
Ettore Ivaldi
Ricardo Martins Taques
Alain Jourdant França









Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus