Notícia
08/05/2022 06:05
Brasil garantiu nove medalhas no Pan de Canoagem Slalom
Omira Estácia subiu cinco vezes ao pódio, Guilherme Rodrigues e Kauã da Silva duas vezes cada. O evento aconteceu em Oklahoma City nos Estados Unidos.

O Brasil volta pra casa de Oklahoma City com a bagagem cheia de medalhas, foram nove conquistas durante o Campeonato Pan-americano de Canoagem Slalom da COPAC 2022, sendo quatro ouros, três pratas e dois bronzes. O time brasileiro contou com cinco atletas, Omira Estácia subiu no pódio cinco vezes, Guilherme Rodrigues e Kauã da Silva duas vezes cada.
 
No evento foram disputadas as baterias do Sênior, Sub-23 e Junior simultaneamente por categoria no sábado (07), a primeira descida valeu como semifinal e a segunda descida valeu como final, junto com o Campeonato Pan-americano, houve a disputa das Seletivas Nacionais dos Estados Unidos e também do Canadá que terminam neste domingo (08). Os brasileiros entrarão na água novamente nesse último dia de provas, mas a disputa valerá somente como treinamento.
 
Omira Estácia fez uma grande festa para comemorar as suas duas medalhas de ouro, mais uma prata e dois bronzes. No C1 Feminino Sub-23, ela fez o percurso em 100.13 segundos, sendo a mais rápida dessa categoria. A mesma prova valeu na disputa Sênior, o seu tempo no geral foi o terceiro mais rápido e com isso garantiu a medalha de bronze. Beatriz da Motta também competiu na canoa e ficou em 7º lugar geral. de O ouro ficou para a norte-americana Evy Leibfarth (96.99s) e a prata com a canadense Lois Betteridge (99.88s).
 
Pelo K1 Extremo Feminino veio a outra dourada, ela foi imbatível e ficou na frente da argentina Maria Luz Cassini que levou a prata e de Lea Baldoni do Canadá que garantiu o bronze. Competindo pelo K1 Feminino, o seu tempo de 91.78 segundos trouxe mais dois pódios, o bronze no sênior e uma prata no Sub-23.
 
Guilherme Rodrigues pelo K1 Masculino, fez o tempo de 80.98 segundos na final, com isso ele subiu ao pódio para pegar a medalha de ouro na categoria sub-23 e uma prata no sênior, quem fez o tempo mais rápido na disputa foi o norte-americano Tyler Westfall que completou o percurso em 78.11s. Murilo Sorgetz também competiu no caiaque, ele teve várias penalidades no percurso e com isso ficou em 7º lugar.
 
Kauã da Silva também garantiu uma medalha de ouro e uma prata no C1 Masculino, com o tempo de 88.08 segundos ele foi o mais rápido na categoria Sub-23 e ficou em segundo lugar no Sênior, que teve o norte-americano Zachary Lokken com o ouro, ele fez a prova em 85.89s.
 
A competição contou com 100 atletas de ponta de todo o continente, o Brasil enviou a equipe Sub-23 para o evento. O chefe da equipe é Denis Terezani, o técnico dos canoístas Ricardo Martins Taques e Alessandra Trotta como assistente operacional. O presidente da Confederação Brasileira de Canoagem, Rafael Girotto também está nos Estados Unidos prestigiando o evento. Os atletas seniores Ana Sátila, Pedro Gonçalves e Mathieu Desnos não foram para os Estados Unidos porque participando de uma temporada de provas e treinamentos na Europa até agosto.









Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus