Notícia
25/03/2018 16:57
Brasil conquista três pratas e um bronze no Rio Open
Pela disputa da Copa Brasil a IMEL sagrou-se campeã geral do evento realizado no Parque Radical de Deodoro, no Rio de Janeiro

Acabou neste domingo, no Parque Radical de Deodoro, no Rio de Janeiro, o primeiro evento internacional do Canal Rio marcado para acontecer este ano no local. Foram três dias de competições envolvendo mais de 100 canoístas de nove países do mundo que disputaram o Rio Open e a Copa Brasil de Canoagem Slalom 2018. O próximo grande evento que acontece no Parque Radical será o Campeonato Mundial Sênior de Canoagem Slalom, principal competição da modalidade em todo o ano, marcada para o mês de setembro no Rio de Janeiro.
 
Segundo Sebastian Cuattrin, organizador do evento, a realização de mais uma competição internacional no Parque Radical de Deodoro fortalece e mostra a capacidade da Canoagem Brasileira na organização de grande eventos da Canoagem Slalom no Brasil. “São muitos fatores e muita responsabilidade em organizar e realizar eventos deste porte. Mas o histórico de grandes competições já cumpridas pela Canoagem Brasileira nos últimos anos demonstra estamos bem preparados para receber o Mundial, em setembro, aqui no Rio de Janeiro”, ressalta.  
 
Quem também destaca a realização da competição no Rio de Janeiro é a subsecretaria do Legado Olímpico da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Patrícia Amorim, que revela que a parceria com a Confederação Brasileira de Canoagem e o Comitê Olímpico do Brasil deu certo para a utilização do canal de Canoagem Slalom no Rio de Janeiro. “Encaramos a reabertura do Parque Radical com seriedade e determinação, e todos esses atletas merecem a utilização desse equipamento olímpico”, disse.
 
Resultados Rio Open
O Rio Open foi um evento internacional disputado simultaneamente à Copa do Brasil, competição também realizada para treinamento e aprimoramento técnico para o Mundial deste ano. Destaque para os medalhistas brasileiros Ana Sátila com duas pratas (C1 e K1 Femininos), Felipe Borges com a prata no C1 Masculino, e Pedro Henrique Gonçalves com o bronze no K1 Masculino.
 
No C1 Feminino a campeã foi a austríaca Viktoria Wolffhardt (97.98), com a brasileira Ana Sátila (99.57) em segundo lugar e a neozelandesa Luuka Jones (101.45) na terceira colocação. 

 
No C1 Masculino o ouro ficou com o tcheco Michal Jane (85.99), a prata com o brasileiro Felipe Borges (87.96) e o bronze com o argentino Sebastian Rossi (88.69). “É uma competição muito importante para sabermos como está nosso nível em relação aos atletas internacionais já pensando no Mundial. Quero agradecer pela torcida e vamos treinar muito mais”, disse Felipe.
 
Nas disputas do caiaque Ana Sátila garantiu mais uma prata (92.60), mas agora no K1 Feminino em prova vencida pela austríaca Corinna Kuhnle (92.18). O bronze ficou com a tcheca Katerina Kudejova (92.96).  "Estou contente com minha evolução na canoagem. Acho que essas duas pratas foram muito importantes para a Canoagem Brasileira e representa uma motivação para continuar forte e conquistar o ouro. No Mundial virei com tudo", disse Ana.
 
No K1 Masculino o brasileiro Pedro Henrique "Pepe" Gonçalves (80.90) remou forte e terminou com o bronze. A prata ficou com polonês Dariusz Popiela (80.23) e o ouro com o tcheco Ondrej Tunka (80.04).

 
“Foi nossa primeira prova nessa temporada. Foi a minha melhor descida até hoje (no Canal Rio), mas infelizmente toquei a pontinha do barco na baliza número 19, mas mesmo assim garanti a 3ª colocação”, explicou Pepe que completou "Nos Jogos Olímpicos competimos igual aos outros países, mas agora não, temos essa casa aqui, um paraíso, é motivador remar nesse local”.
 
Copa do Brasil premia IMEL como grande campeã
Nas disputas entre os brasileiros destaque para os atletas do Instituto Meninos do Lago (IMEL), de Foz do Iguaçu/PR, campeã geral da 1a Etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom com 1525 pontos, seguida pela Associação Pirajuense de Esportes Náuticos, de Piraju/SP com 600 pontos e Associação de Canoagem de Piracicaba (ASCAPI) com 200 pontos.

Confira todos os resultados completos, por categoria, em: www.canoagem.org.br/evento/resultados/eventos_id/1268
 
Futuro da Canoagem Slalom do Brasil
Entre os participantes da Copa do Brasil estiveram presentes um grande número de jovens atletas oriundos das associações e clubes de canoagem espalhados pelo Brasil. Esses jovens atletas são o futuro da Canoagem Brasileira e muitas dessas promessas competiram pela primeira vez no Canal Rio do Parque Radical de Deodoro, considerada uma das melhores pistas de Canoagem Slalom em todo o mundo.
 
Um desses jovens que estiveram no canal olímpico do Rio de Janeiro pela primeira vez foi Gabriel Genaro de apenas 13 anos e oriundo do projeto Meninos do Lago, de Foz do Iguaçu. “Comecei na canoagem através dos meus amigos com oito anos e estar aqui treinando e remando num canal olímpico foi um sonho realizado. O canal é muito bom para remar”, revelou.  
 
 
A Copa Brasil de Canoagem Slalom e o Rio Open foi uma realização da ABraCan com supervisão da CBCa, patrocínio oficial do BNDES por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte, GE e Itaipu Binacional; e contou com apoio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro por meio da Subsecretaria do Legado Olímpico e Comitê Olímpico do Brasil. 
 
 
 
 
 
Fanpage da Canoagem Brasileira: https://www.facebook.com/canoagembrasileira
 
Instagram da Canoagem Brasileira: https://www.instagram.com/canoagembrasileira
 

Governo do ParanáSaneparJMaluceliBolsa AtletaComitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro International Canoe Federation Internation Rafting Federation Pan American Canoe Federation Confederacion Suramericana de Canotaje Banco Nacional do Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte GE Itaipu Binacional Governo Federal
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube Google +