Notícia
26/08/2017 01:08
Brasil conquista duas medalhas e se garante na briga por mais três neste sábado na República Tcheca
Isaquias Queiroz (C1 Masculino 1000m) e Caio Ribeiro (KL3 Masculino) subiram ao pódio na Labe Aréna, em Racice

O penúltimo dia de competições do Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade foi repleto de emoções para os brasileiros. Foram quatro disputas em finais, e quatro semifinais. O Brasil fechou o dia com duas medalhas: bronze de Isaquias Queiroz no C1 Masculino 1000m e prata de Caio Ribeiro no Kl3 Masculino, além de 4 classificações para finais.
Vagner Souta foi o primeiro brasileiro a alinhar na largada da Labe Aréna, em Racice, na República Tcheca.
 
O atleta competiu na final B do K1 Masculino 1000m, e terminou a prova na 7ª colocação. Depois de dois atletas queimarem a primeira largada Vagner não conseguiu fazer uma boa saída e teve que fazer uma prova de recuperação, não conseguindo se manter entre os 5 primeiros da prova por apenas 0.223 segundo. Vagner compete amanhã (27/08) na final B do K1 Masculino 500m.
 
 
A segunda prova com participação foi a final A do C2 Feminino 500m, com Andrea Oliveira e Angela Silva. A prova foi a única final a ter 10 embarcações, devido ao empate das brasileiras na semifinal com a dupla dona da casa. Andrea e Angela remaram muito forte e garantiram a 6ª colocação na prova. “Estamos felizes, as atletas que ficaram na nossa frente eram todas muito fortes. Por pouco não ficamos entre as 5, mas esse é apenas o primeiro ano do ciclo olímpico e mostramos que chegamos para incomodar”, comenta Angela Silva.
 
 
Na última prova da manhã, Isaquias Queiroz alinhou para a final A do C1 Masculino 1000m com a responsabilidade de enfrentar o alemão Sebastian Brendel e o tcheco Martin Fuksa, que contava com o apoio da arquibancada lotada. A prova foi muito disputada, com o dono da casa liderando por quase toda a disputa. Nos metros finais o Sebatian Brendel aumentou o ritmo e conquistou o título Mundial, Fuksa chegou em segundo e o brasileiro, que se manteve colado aos dois líderes do início ao fim completou o pódio, garantindo a primeira medalha da Canoagem Velocidade na competição. Durante a cerimônia de premiação o alemão preparou uma surpresa para Isaquias. Após a cerimônia Sebastian abriu o seu agasalho e mostrou a frase “Welcome Sebastian Queiroz” (Bem-vindo Sebastian Queiroz) escrita em sua camiseta, homenageando o filho de Isaquias, que nasceu na madrugada desta quinta-feira. Isaquias nomeou o seu primeiro filho em homenagem ao atleta alemão. “O Sebastian Brendel é um fenômeno da Canoagem mundial, é um atleta dificílimo de ser batido. Espero que no futuro o pequeno Sebastian Queiroz se inspire nesses dois nomes para, quem sabe, se tornar um campeão também”, comenta Isaquias. Além disso ele homenageou seu treinador Jesus Morlán “Essa medalha vai para o Jesus, que não nos abandonou mesmo passando por momentos difíceis”.
 
 
O período da tarde também começou com um brasileiro subindo ao pódio. Caio Ribeiro retornou à pista da Labe Aréna para disputar a final A do KL3 Masculino. A final contou com nada mais nada menos do que 3 medalhistas olímpicos, e três atuais medalhistas mundiais, mas Caio não sentiu a pressão e garantiu a prata, chegando a 0.189 segundo de diferença do ucraniano Serhii Yemelianov, que se tornou o atual campeão paraolímpico e mundial da categoria. Luiz Gustavo Santos, chefe de equipe da Paracanoagem na República Tcheca comentou o resultado “Foi uma boa prova, essa prata é uma clara evolução da equipe em comparação à resultados anteriores. Além disso o Caio deixou para trás o atual campeão paraolímpico e dois medalhistas mundiais”. Essa foi a segunda medalha do atleta no Campeonato Mundial, ontem (25/08), ele conquistou outra prata no VL3 Masculino.
 
 
Depois da prova de Caio foi a vez dos atletas da Canoagem Velocidade tomarem conta da Labe Aréna, com as disputas semifinais do C2 Masculino 1000m, K1 Masculino 200m, C1 Feminino 200m e C2 Masculino 200m.
 
A dupla vice-campeã olímpica Erlon Souza e Isaquias Queiroz foram os primeiros a competir. Eles disputaram a semifinal do C2 Masculino 1000m e fizeram uma prova tranquila. Se mantiveram entre os primeiros colocados desde o início e no final garantiram a vaga para a Final A na 1ª colocação, com o tempo de 3:43.435.
 
 
Na sequência Edson Silva disputou o K1 Masculino 200m e não conseguiu a vaga para a final A ao passar a linha de chegada na 4ª posição. A prova foi muito apertada e a vaga não veio por 0.678 segundo, que separou o brasileiro do terceiro colocado, o lituano Serja Arturas. Edson é o primeiro atleta brasileiro a competir amanhã (27/08), na final B do K1 Masculino 200m.
 
 
Valdenice Conceição foi a próxima brasileira a competir. Ela remou na semifinal do C1 Feminino 200m, e garantiu com folga a vaga na final A. Valdenice terminou a prova em 2º lugar, há apenas 0.089 segundo da primeira colocada, a polonesa Dorota Borowska. Ela será a única mulher brasileira a competir no último dia do Campeonato Mundial.
 
 
A última prova dos brasileiros foi o C2 Masculino 200m. Os atletas Erlon Souza e Maico Santos remaram com força e completaram a prova na primeira posição, mas uma largada falsa anulou a disputa, que foi remarcada para o final do dia. Na “segunda edição” da semifinal os brasileiros mantiveram o ritmo forte e garantiram a vaga na final A ao terminar a prova na 2ª colocação em uma chegada muito apertada. “Estávamos na dúvida se tínhamos terminado em 3º ou em 4º, mas tivemos uma boa surpresa ao ver que no resultado oficial terminamos a prova em 2º” comenta Erlon Souza, que se classificou para duas finais A no dia de hoje.
 
 
A largada falsa na primeira disputa da prova criou confusão para quem estava acompanhando a competição, pois o aviso só foi dado depois de todos os atletas terem passado da linha de chegada. Depois de alguns minutos de impasse foi avisado que a dupla brasileira é que tinha queimado a largada. “Até reclamamos quando soubemos da anulação da prova, só depois fomos ver que quem tinha queimado a largada fomos nós” brinca Erlon. Maico Santos comentou que essa falha não atrapalhou a dupla para a segunda disputa “Esquecemos disso na hora, mantivemos o foco e conseguimos fazer uma boa prova”.
 
Paracanoagem se despede do Campeonato Mundial
 
A Paracanoagem do Brasil finalizou sua participação em Racice. Os atletas retornam ao Brasil com um título mundial (Luis Carlos Cardoso, VL1 Masculino), duas medalhas de prata (Caio Ribeiro, KL3 e VL3 Masculino), uma medalha de bronze (Luis Carlos Cardoso, KL1 Masculino). Além disso os brasileiros conseguiram vagas em cinco finais A e uma final B. Para Luiz Gustavo Santos esse é um resultado positivo “se pensarmos que esse é o primeiro ano do ciclo paralímpico e que temos apenas mais três mundiais até os Jogos de Tóquio 2020 é um ótimo resultado. Nossos atletas estão entre os 10 melhores do mundo em suas categorias, isso é importantíssimo para mantermos as vagas paraolímpicas ao alcance”. A próxima competição internacional da Seleção Brasileira de Paracanoagem é o Campeonato Pan-americano de Canoagem Velocidade e Paracanoagem que será realizado em Ibarra, no Equador em outubro.
 
 
Provas deste domingo
 
No último dia do Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem o Brasil compete em cinco finais. Edson Silva disputa a final B do K1 Masculino 200m às 09h06 (04h06 no horário de Brasília); depois, às 09h49 (04h49 em Brasília) Vagner Souta encerra sua participação na competição ao disputar a final B do K1 Masculino 500m; Erlon Souza disputa sua primeira final A do dia ao lado de Isaquias Queiroz, que busca sua segunda medalha do Mundial no C2 Masculino 1000m às 10h31 (05h31 no horário de Brasília); um pouco mais tarde, às 10h56 (05h56 em Brasília) Valdenice Conceição briga por medalha na final A do C1 Feminino 200m; e, para fechar a participação brasileira, Erlon Souza retorna à pista, dessa vez ao lado de Maico Santos para a disputa da final A do C2 Masculino 200m, às 11h09 (06h09 em Brasília).
 
Transmissões ao vivo
 
O Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem está sendo realizado na Labe Aréna em Racice, na República Tcheca. Todas as provas estão sendo transmitidas ao vivo no canal da Federação Internacional de Canoagem – FIC, clique aqui.
 
O SporTV fará transmissões ao vivo da competição das 05h às 07h (horário de Brasília) no canal SPORTV 2.
 
Canoagem Velocidade
Isaquias Queiroz – C1 1000m e C2 1000m
Erlon Souza – C2 200m e C2 1000m
Maicon dos Santos – C2 200m
Valdenice Conceição – C1 200m
Angela da Silva – C2 500m
Andrea Oliveira – C2 500m
Edson Silva – K1 200m
Vagner Souta – K1 500m e K1 1000m
 
Paracanoagem
Luis Carlos Cardoso – KL1 200m e VL1 200m
Igor Tofalini – KL2 200m
Caio Ribeiro – KL3 200m e VL3 200m
Adriana Azevedo – KL1 200m
Debora Benevides – KL2 200m e VL2 200m
Mari Santilli – KL3 200m
 
Mais informações sobre o evento:
Resultados On-line












Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus