Notícia
06/12/2018 17:07
Ampliação do Projeto Meninos do Lago para 600 atletas
Projeto é renovado por mais 60 meses.

Instituto Meninos do Lago


ASCOM
 
No dia 1º de dezembro a Itaipu Binacional renovou por mais 60 meses o projeto social desportivo denominado “Meninos do Lago” que atualmente é considerado pela Confederação Brasileira de Canoagem o melhor exemplo a ser aplicado nas escolas de base da modalidade olímpica de Canoagem Slalom.
 
Com metodologia de trabalho bem definida, o projeto vem demonstrando desde o ano de 2009 excelentes resultados quantitativos e qualitativos suficientes para dominar os rankings da primeira e segunda divisão do cenário nacional. A nova proposta de trabalho aprovada pela Itaipu Binacional é ainda muito mais audaciosa para a realidade da canoagem brasileira. Dos 100 atletas atendidos atualmente, o Projeto passará a atender a partir de março de 2019, 600 crianças e jovens adolescentes entre 06 a 17 anos de idade, estendendo a prática desportivas para as piscinas existentes nos Centros de Convivência do Município de Foz do Iguaçu.
 
Além das atividades nas piscinas e no Canal Itaipu, está previsto também para o primeiro trimestre de 2019 o início da prática da Paracanoagem para atletas iguaçuenses portadores de alguma deficiência física. Essa atividade será desenvolvida no Lago Superior do Complexo do Canal da Piracema. Para o Presidente da Confederação Brasileira de Canoagem, João Tomasini Schwertner, não há nenhuma dúvida tratar-se de investimento de significativa importância visando a iniciação no Brasil.
 
“Foz do Iguaçu é hoje o principal centro da Canoagem Slalom do Brasil e com mais essa ação da Itaipu Binacional, o que já era bom vai ficar maravilhoso pois somente esse projeto significa aproximadamente o dobro dos atletas hoje cadastrados na CBCa na modalidade. Ninguém duvida que para o desenvolvimento de qualquer esporte o investimento na base é fundamental, o grande problema enfrentado pela CBCa, entretanto, é que as receitas são basicamente direcionadas por força de lei e interesse dos patrocinadores quase que exclusivamente para o alto rendimento, ou seja, quando surgem iniciativas como esta financiada pela Itaipu Binacional, a canoagem brasileira tem mais é que comemorar, e muito”.
 
A expectativa da Itaipu Binacional é oferecer de forma gratuita condições para que alunos de escolas públicas do Município de Foz do Iguaçu, que não teriam condições financeiras de investir em um esporte caro para os padrões brasileiros, possam experimentar e praticar com boas condições de segurança e de qualidade de treinamento mais essa modalidade. A renovação do Projeto por mais cinco anos vem sendo costurada desde março e trata-se de ação social desportiva que tem ótimas referências dentro da comunidade iguaçuense, conforme mencionado pelo Gerente de Divisão de Iniciativas de Responsabilidade Social, Márcio Ferreira Bortolini.
 
"Para Itaipu, a ampliação do projeto é a representação do ótimo trabalho desenvolvido ao longo desses anos demonstrado pelos resultados não só esportivos mas também sociais alcançados pelo projeto Meninos do Lago. Temos percebido que o que nossas crianças precisam é de oportunidade e estrutura adequada e o Projeto oferecerá esses dois componentes que já provaram serem os ingredientes essenciais para o sucesso. A parceria com o Município de Foz do Iguaçu, em especial com as Secretarias de Esporte e Educação também é muito estratégica para que consigamos alcançar os resultados e atingir as metas propostas pelo plano de trabalho. A adesão da Prefeitura ao projeto mais uma vez demonstra a qualidade e confiabilidade que o mesmo possui junto à sociedade. "
 
O Secretário de Esporte de Foz do Iguaçu, Antonio Aparecido Sapia, corroborou com a assertiva da parceria e se mostrou bastante otimista com a possibilidade de surgimento de novos atletas olímpicos em Foz do Iguaçu, como Ana Sátila e Felipe Borges.
 
“A canoagem tem trazido para Foz do Iguaçu grandes resultados internacionais, como por exemplo a Ana Sátila que é campeã mundial e já representou o Brasil em dois Jogos Olímpicos e que com certeza estará também nos representando em Tóquio 2020, além da enorme possibilidade de nos trazer duas medalhas nos Jogos Pan-americanos no ano que vem em Lima, no Peru. Felipe Borges, outro menino de ouro nascido aqui nesta Cidade e que iniciou suas atividades na piscina do Centro Comunitário do Bairro Morumbi, também nos representou nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, sem falar no Instituto Meninos do Lago que é o Clube imbatível no cenário nacional tanto na primeira como na segunda divisão. Enfim, pelo histórico da modalidade na Cidade, o nosso Prefeito Chico Brasileiro está muito animado com a ampliação e oferecimento da canoagem à comunidade e, por este motivo, determinou que a Secretaria de Esporte e Secretaria de Educação desse total apoio para que o sucesso das ações continue em prol de Foz do Iguaçu”.
 
O Supervisor da Paracanoagem da Confederação Brasileira de Canoagem, Leonardo Maiola, também mostrou sua satisfação na execução de mais um núcleo da modalidade surgindo no Brasil:
 
“O Projeto Meninos do lago é uma referência na canoagem brasileira, e poder incluir a Paracanoagem em um projeto nesta formatação vem ao encontro dos objetivos propostos pelo Comitê da modalidade, sobretudo o desenvolvimento de um núcleo com sistematização, metodologias e respeito a todos jovens praticantes, atletas e interessados no projeto”.
 
O Coordenador do Projeto, Argos Gonçalves Dias Rodrigues, explicou como serão realizados os treinamentos e o ingresso dos interessados:
 
“Em princípio estaremos oferecendo mais uma modalidade não só ao público já inscrito nos projetos sociais desenvolvidos nos Centros Comunitários de Foz do Iguaçu, mas também para aqueles que se interessarem. Nossa intenção é aproveitarmos o caiaque polo, praticado em piscinas, para auxiliarmos na formação da base desportiva olímpica e não olímpica não só para Foz, mas, principalmente, para o Brasil. Entendemos que os fundamentos iniciais da Canoagem Slalom e do Caiaque Polo são praticamente os mesmos e essa similaridade aliada à prática segura em piscinas, nos parece a condição perfeita mais apropriada para as faixas etárias que envolvem a iniciação. Nosso maior desafio, porém, estará no lançamento do projeto da Paracanoagem que envolvem condições e conhecimentos específicos para um público alvo que merece todo o nosso respeito e uma atenção especial. Estamos confiantes, porém, que o nosso treinador Guto Mazine fará um grande trabalho à frente dessa importante modalidade paralímpica brasileira que tem conquistado significativos resultados internacionais”.
 

Governo do ParanáSaneparJMaluceliBolsa AtletaComitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro International Canoe Federation Pan American Canoe Federation Confederacion Suramericana de Canotaje Banco Nacional do Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte GE Itaipu Binacional Governo Federal
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube