Federação Mineira de Canoagem
História

em construção

Editorial por HELMER CANDIDO NOGUEIRA.

 

A CANOAGEM NOS  ANOS 70

 

                           A  Canoagem mineira tem poucos resgistros antes dos anos 70 , até  porque a conjuntura esportiva do País , não priorizava como atualmente  espo rte de alto rendimento ou Olimpicos , a canoagem mineira como quase todas  teve  origem  artezanal , começando naturalmente  com os "canoeiros" que com seu " caiques" e Canoas  ,nevegavam os rios mineiros , quase  sempre na busca do pão de  cada  dia , da  atividade ribeirinha , da pesca, da travesia  necessária , até  que  começaram no fim da  década de  70  chegar ao  estado ,pelo que  se  tem noticia os primeiros  caiaques.

    Chegaram os anos 80.

                            A  galera do Sul de Minas Já praticava o rafting embora com material que "recomendava" prudência , no norte de Minas a galera do "velho chico" começavam a trazer os primeiro s caiaques, e no inicio dos  anos  80 , vários , nucleos de  canoistas , começaram a surgir , porém sem pretensões de  formarem equipes ou competições , apenas curtirem , as  cidades  pioneras foram , Belo Horizonte, Gov. Valadares, Barbacena, Pirapora , buritizeiro , varginha, itamonte , lavras , depois  viream nucleos de Eloi Mendes , Juiz de Fora , Aimorés , o  fervilhar dos anos  80 entre a juventude fez a canoagem tornar-se conhecido , porém como em quase todos  os lugares , um  esporte de  Elite , pois  o custo dos  equipamentos , caiaques  etc  era alto e os fornecedores  escasos no país .

                       Começaram,  a  haver os primeiros  encontros de canoagem , e descidas  coletivas , descidas  ecológicas, e  as primeiras  competições  festivas , sem carater oficial , sem categorias e até mesmo modalidades definidas.

                       Após encontros a exemplo de outros  estados que criaram suas  federações , Minas também fundou a Sua , foi   eleito o primeiro  diretor presidente da Femic, Valter de Souza Brandão. a  FEMIC Se fortalecia , e o primeiro campeonato foi idealizado e iniciado , até que a primeira  tragédia da canoagem , abalou os alicerces da FEMIC , o presidente da FEMIC ,  em atividades da federação , morreu  vitima de um grave  acidente automobilistico , deixando a  canoagem mineira de luto .

                     A  CANOAGEM mineira , apesar da  triste  noticia  , tomou novos rumos assumi a direção da FEMIC, WELLINGTON GOMES FONSECA ,  desportista  mineiro , na  época ,  piloto  e instrutor  de voo  livre  além de canoista , wellington organizou a FEMIC  e  criou diretorias  regionais ,  participou  do processo de formação da  A.C.B.  associação Brasileira de canoagem, futura  CBCa.  e  lapidou  otimos  valores  da  canoagem  nacional e internacional , entre ele  Sebastian  Cuattrin ,  dedicando a  formação de  equipes  fez de Gov. Valadares o maior  reduto de  canoistas  de Minas Gerais , Wellington era  também diretor da  AVACA -  Associação Valadarense de Canoagem , e Ousou  em sua adminsitração em trazer o primeiro Campeonato Brasileiro de Velocidade , fora  do Eixo Rio- São Paulo ,   realizando em 1989  na Lagoa Silvana  em Ipatinga , Vale do Aço  com  recorde na época de participantes , onde  SEBASTIAN  CUATTRIN , na  época com apenas , 17 anos , bateu  todos  os grandes  nomes da canoagem Nacional , conquistando vaga  em aguas mineiras  para o  seu primeiro mundial de canogem .  Outras  cidades mineiras  também faziam grande provas de canoagem , como Pirapora , Onde  Dilmo Mendes e  Geraldo Babau e José Reis , manoelzinho  mandavam ver , Barbacena , onde Sergio Grossi, Cacá ,  faziam festa no  RIO das Mortes , a  região Metropolitana  de BH  , Com  destaque  para  Marcos Gasparini (Careca)  que migrou do ES, para Minas , além  de Luquinha , Estáquio , Miguel Assad ,   do sul de  minas  a  galera  dominava  o K1 ,   lembrança da Turma de  lavras , onde  até hoje  Erick e sua  velha  guarda  anda  remando , até a  galera  de Valadares , Com  , Sebastian, Marcelo Marigo, Marcos Brasil, Joãozinho , Cassio Batista , Lucio Mascena , Helmer Nogueira , Mario Menudo ,  Marck Douglas Willians e  Charlote ( Canadenses  aqui eradicados que grande  contribuição deram  ao esporte através do incentivo e patrocinio ) , Ivarides Moreira , Maninho , e  tantos outros  que fizeram a  base  da  canoagem mineira.

                                     Wellington Gomes , por motivos próprios ,  deixou a presidencia da FEMIC , nas  mãos do  Canoista Miguel Assad  Neto , na  época tinha inclusive uma fabrica de caiaques ,  promoveu campeonatos em sua gestão , e  no final desta , entrou em choque  com lideranças  da canoagem Mineira , pediu-se  intervenção  da CBCa, e  esta  foi atendida , sendo que num evento "Caiacando do Imperfeito Perfeito"   um encontro  em Ouro Branco ,  uam   reunião decidiu que  Minas  estaria  sob dois  interventores de inicio , sendo um deles Sergio Grossi e ao final deste saneamento , , Sergio Grossi , foi eleito Presidente Da FEMIC .

Governo do ParanáSaneparJMaluceliBolsa AtletaComitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro International Canoe Federation Internation Rafting Federation Pan American Canoe Federation Confederacion Suramericana de Canotaje Banco Nacional do Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte GE Itaipu Binacional Governo Federal
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube Google +