Federação Mineira de Canoagem
História

em construção

Editorial por HELMER CANDIDO NOGUEIRA.

 

A CANOAGEM NOS  ANOS 70

 

                           A  Canoagem mineira tem poucos resgistros antes dos anos 70 , até  porque a conjuntura esportiva do País , não priorizava como atualmente  espo rte de alto rendimento ou Olimpicos , a canoagem mineira como quase todas  teve  origem  artezanal , começando naturalmente  com os "canoeiros" que com seu " caiques" e Canoas  ,nevegavam os rios mineiros , quase  sempre na busca do pão de  cada  dia , da  atividade ribeirinha , da pesca, da travesia  necessária , até  que  começaram no fim da  década de  70  chegar ao  estado ,pelo que  se  tem noticia os primeiros  caiaques.

    Chegaram os anos 80.

                            A  galera do Sul de Minas Já praticava o rafting embora com material que "recomendava" prudência , no norte de Minas a galera do "velho chico" começavam a trazer os primeiro s caiaques, e no inicio dos  anos  80 , vários , nucleos de  canoistas , começaram a surgir , porém sem pretensões de  formarem equipes ou competições , apenas curtirem , as  cidades  pioneras foram , Belo Horizonte, Gov. Valadares, Barbacena, Pirapora , buritizeiro , varginha, itamonte , lavras , depois  viream nucleos de Eloi Mendes , Juiz de Fora , Aimorés , o  fervilhar dos anos  80 entre a juventude fez a canoagem tornar-se conhecido , porém como em quase todos  os lugares , um  esporte de  Elite , pois  o custo dos  equipamentos , caiaques  etc  era alto e os fornecedores  escasos no país .

                       Começaram,  a  haver os primeiros  encontros de canoagem , e descidas  coletivas , descidas  ecológicas, e  as primeiras  competições  festivas , sem carater oficial , sem categorias e até mesmo modalidades definidas.

                       Após encontros a exemplo de outros  estados que criaram suas  federações , Minas também fundou a Sua , foi   eleito o primeiro  diretor presidente da Femic, Valter de Souza Brandão. a  FEMIC Se fortalecia , e o primeiro campeonato foi idealizado e iniciado , até que a primeira  tragédia da canoagem , abalou os alicerces da FEMIC , o presidente da FEMIC ,  em atividades da federação , morreu  vitima de um grave  acidente automobilistico , deixando a  canoagem mineira de luto .

                     A  CANOAGEM mineira , apesar da  triste  noticia  , tomou novos rumos assumi a direção da FEMIC, WELLINGTON GOMES FONSECA ,  desportista  mineiro , na  época ,  piloto  e instrutor  de voo  livre  além de canoista , wellington organizou a FEMIC  e  criou diretorias  regionais ,  participou  do processo de formação da  A.C.B.  associação Brasileira de canoagem, futura  CBCa.  e  lapidou  otimos  valores  da  canoagem  nacional e internacional , entre ele  Sebastian  Cuattrin ,  dedicando a  formação de  equipes  fez de Gov. Valadares o maior  reduto de  canoistas  de Minas Gerais , Wellington era  também diretor da  AVACA -  Associação Valadarense de Canoagem , e Ousou  em sua adminsitração em trazer o primeiro Campeonato Brasileiro de Velocidade , fora  do Eixo Rio- São Paulo ,   realizando em 1989  na Lagoa Silvana  em Ipatinga , Vale do Aço  com  recorde na época de participantes , onde  SEBASTIAN  CUATTRIN , na  época com apenas , 17 anos , bateu  todos  os grandes  nomes da canoagem Nacional , conquistando vaga  em aguas mineiras  para o  seu primeiro mundial de canogem .  Outras  cidades mineiras  também faziam grande provas de canoagem , como Pirapora , Onde  Dilmo Mendes e  Geraldo Babau e José Reis , manoelzinho  mandavam ver , Barbacena , onde Sergio Grossi, Cacá ,  faziam festa no  RIO das Mortes , a  região Metropolitana  de BH  , Com  destaque  para  Marcos Gasparini (Careca)  que migrou do ES, para Minas , além  de Luquinha , Estáquio , Miguel Assad ,   do sul de  minas  a  galera  dominava  o K1 ,   lembrança da Turma de  lavras , onde  até hoje  Erick e sua  velha  guarda  anda  remando , até a  galera  de Valadares , Com  , Sebastian, Marcelo Marigo, Marcos Brasil, Joãozinho , Cassio Batista , Lucio Mascena , Helmer Nogueira , Mario Menudo ,  Marck Douglas Willians e  Charlote ( Canadenses  aqui eradicados que grande  contribuição deram  ao esporte através do incentivo e patrocinio ) , Ivarides Moreira , Maninho , e  tantos outros  que fizeram a  base  da  canoagem mineira.

                                     Wellington Gomes , por motivos próprios ,  deixou a presidencia da FEMIC , nas  mãos do  Canoista Miguel Assad  Neto , na  época tinha inclusive uma fabrica de caiaques ,  promoveu campeonatos em sua gestão , e  no final desta , entrou em choque  com lideranças  da canoagem Mineira , pediu-se  intervenção  da CBCa, e  esta  foi atendida , sendo que num evento "Caiacando do Imperfeito Perfeito"   um encontro  em Ouro Branco ,  uam   reunião decidiu que  Minas  estaria  sob dois  interventores de inicio , sendo um deles Sergio Grossi e ao final deste saneamento , , Sergio Grossi , foi eleito Presidente Da FEMIC .

Filiações
Patrocínio
Apoio
Confederação Brasileira de Canoagem

Rua Monsenhor Celso, 231 - 6º andar - Centro - Curitiba - PR - CEP 80010-150
Telefone 41 3083 2600 - Fax 41 3083 2699
Apycom jQuery Menus BNDES Facebook Flickr Youtube